header top bar

section content

Governo lança cartilhas pedagógicas para enfrentamento da violência contra mulher nas escolas

O lançamento contou com a presença da gerente da 1ª Regional de Educação, Wleika Aragão, representando o secretário de Educação, Aléssio Trindade.

Por Priscila Belmont

13/03/2017 às 18h03

Secretaria da Mulher e da Diversidade Humana lança cartilha pedagógica contra a violência (Foto: Delmer Rodrigues)

A secretária da Mulher e da Diversidade Humana, Gilberta Soares, e a gerente executiva de Diversidade de Gênero da Secretaria de Educação do Estado, Maria Botelho, lançaram nesta segunda-feira (13), na Escola Estadual Heliton Santana, em Santa Rita, as cartilhas pedagógicas para educadores e alunos sobre o enfrentamento da violência contra mulher.

As duas cartilhas estão disponíveis em versão online no site do Governo do Estado para uso em sala de aula. As cartilhas foram produzidas pela Secretaria de Educação do Estado, em parceria com a Secretaria da Mulher e da Diversidade Humana, e integram as ações alusivas ao 8 de Março, Dia Internacional da Mulher.

O lançamento contou com a presença da gerente da 1ª Regional de Educação, Wleika Aragão, representando o secretário de Educação, Aléssio Trindade, e outras representantes da Secretaria de Educação e Semdh.

Durante o lançamento, a secretária Gilberta Soares divulgou também o material da campanha “Quem Ama Abraça – Fazendo Escola”. A ação é produzida pela Rede de Desenvolvimento Humano (Redeh) e Instituto Magna Mater (IMM), em parceria com a Secretaria de Políticas para as Mulheres (SPM) do Governo Federal, Instituto Avon e apoio da Fundação Ford, que visa fortalecer a escola, como campo privilegiado para a reflexão e a superação das diferentes formas de violência contra a mulher.

No total, 658 escolas vão trabalhar com os materiais pedagógicos durante o mês de março, com atividades específicas até sexta-feira (17). A gerente executiva de Diversidade de Gênero da Secretaria de Educação do Estado, Maria Botelho, disse que o material foi produzido por especialistas na área e, além de tirar dúvidas, oferece um manual com telefones sobre como denunciar e pedir ajuda.

A secretária da Mulher e da Diversidade Humana, Gilberta Soares, disse que a escola é um local privilegiado para o trabalho com a temática de direitos da mulher e o enfrentamento da violência. “Educadores e alunas podem se unir contra a violência, pois a escola é um ambiente ideal para discutir, pensar e trabalhar a questão, além e ser um ambiente de apoio e alerta”, afirmou

As escolas irão receber manual da “Quem Ama Abraça-Fazendo Escola” com informações para educadores e educadoras, gibi para os alunos, cartazes, e DVD com os clipes musicais, com cantoras e cantores brasileiros e estrelas mirins da música, que doaram suas vozes para a campanha.

Secom

MENSAGEM DE ESPERANÇA

Mensagem de Esperança com Rodrigo Almeida e Nelson Dantas

ENTRETENIMENTO

ASSISTA: Forró das Gatas de Aurora no Ceará agita programa de Maria Calado e bate recorde de audiência

EFEITO IMEDIATO

VÍDEO: Após protesto nas ruas, chefe da PM anuncia ações para combater o crime em São João do Rio do Peixe

AMIGO DE BRÁULIO BESSA

VÍDEO: Poeta que esteve no Encontro com Fátima Bernardes foi o convidado do Xeque-Mate da semana; VEJA!