header top bar

section content

Fundação promove cidadania para crianças carentes de Cajazeiras de forma voluntária

Fundação Luíz Antônio Bezerra fica no Bairro dos Remédios e se mantém através de voluntariado e de algumas ajudas estruturais de outras instituições

Por Jocivan Pinheiro

17/02/2016 às 16h35 • atualizado em 17/02/2016 às 16h40

Um lugar que oferece diariamente, de forma gratuita, o aprendizado de atividades esportivas, artísticas e momentos de lazer para crianças pobres da zona sul de Cajazeiras é considerado pela comunidade como um oásis social.

Fundação oferece aulas de capoeira

Fundação oferece aulas de capoeira e outras danças e esportes, além de música, pintura e artesanato

Esse lugar fica no Bairro dos Remédios e se mantém através de voluntariado e de algumas ajudas estruturais de outras instituições. A Fundação Luíz Antônio Bezerra é um projeto que promove cidadania a crianças carentes através dos esportes e das artes.

Aulas de karatê, jiu-jitsu, capoeira, futsal, dança, violão, pintura, artesanato e cerâmica são algumas das atividades oferecidas por voluntários na instituição.

Quanto a questões de estrutura e material, a fundação recebe ajuda de órgãos como o Tiro de Guerra, a Polícia Militar, os Bombeiros, o comércio e a prefeitura.

Luíz Gomes, presidente da fundação

Seu Luíz Gomes, presidente e idealizador do projeto

Atualmente a fundação atende cerca de 95 crianças e adolescentes. Mas, segundo o presidente e idealizador do projeto, o senhor Luíz Gomes, as matrículas continuam abertas e a meta é inscrever pelo menos 120 meninos e meninas.

“Todos são voluntários e trabalham por amor. A gente se sente feliz ter um momento desses, em que os filhos de Deus ajudam a vencer essa batalha, e que essas crianças que estão aqui não estão pensando no que é rum”, comemora.

Irislene (esq.) e Maria de Lourdes enaltecem o projeto

Irislene (esq.) e Maria de Lourdes enaltecem o projeto

Para a colaboradora Irislene Francielly, o projeto afasta as crianças das drogas. “Esse projeto é muito importante porque atualmente a gente sabe que tem muitas crianças nas drogas, e pelo que eu vi ele visa tirar essas crianças, e as crianças gostam. Toma o tempo delas. Elas não pensam em entrar nesse mundo”, disse.

Maria de Lourdes, mãe de um dos meninos atendidos pela fundação, enaltece o caráter educacional do projeto. “É muito importante para os filhos da gente, porque aprendem muito mais. No lugar de estar na rua, está aprendendo. Aqui ensina muitas coisas boas para os filhos das gente.”

DIÁRIO DO SERTÃO

ALÍVIO

VÍDEO: Presidente da OAB de Cajazeiras afirma que a Comarca de Bonito de Santa Fé não será mais fechada

EM CONTINÊNCIA AO SENHOR JESUS

Programa com a participação dos membros da Igreja Rei dos Reis

CADASTRAMENTO

VÍDEO: Prazo final para biometria na região de Catolé do Rocha é antecipado, e Justiça alerta eleitores

MITO DA INTERNET

VÍDEO: Fenômeno Gleyfy Brauly bate recorde de audiência no Xeque-Mate e canta sucessos no ‘imbromation’