header top bar

section content

“Queria me estuprar”, revela repórter sobre cantor Biel em entrevista

A repórter, que chegou a chorar durante o papo, comentou ainda sobre o fato de o jovem ter dito que a quebraria "no meio" em uma eventual relação sexual

Por Campelo - Diário do Sertão em Sousa

21/07/2016 às 12h11

"Eu ser simpática não dá abertura para ele nem para ninguém fazer os comentários que ele fez. De me oferecer beijo, de perguntar se eu queria que ele mostrasse a heterossexualidade dele, de me chamar de gostosa. Não existe isso. Nem em entrevista e nem em lugar nenhum", disse a jovem

Após acusar Biel por assédio, durante uma coletiva de imprensa em 3 de maio, Giulia Pereira detalhou o ocorrido ao “Programa do Gugu”, da Record, que foi ao ar na última quarta-feira (20). Na conversa, a jornalista revelou um trecho importante da conversa com o cantor, que não foi gravada – por ter sido no começo do encontro, quando ela ainda não tinha iniciado a entrevista.

“Ele perguntou para mim se a minha entrevista era a última do dia – e a minha era a penúltima. Aí ele olhou e falou: ‘É uma pena’. Porque se fosse a última, ele iria me levar para um hotel e me estuprar. Isso sempre me deixa muito nervosa. Sempre é a parte que me deixa muito nervosa. A primeira coisa que eu fiz foi ligar o gravador. A primeira coisa que se ouve no áudio é quando eu falo: ‘Vamos falar da sua música que é o que importa”, lembrou.

A repórter, que chegou a chorar durante o papo, comentou ainda sobre o fato de o jovem ter dito que a quebraria “no meio” em uma eventual relação sexual. Ela lembrou que ficou bastante abalada após o compromisso profissional, mas que em nenhum momento pensou em deixar o local por estar preocupada com o material que deveria ser entregue aos editores no dia seguinte.

“Como estagiária, eu não tenho como levantar e ir embora. Eu tenho que levar o meu trabalho no dia seguinte pro meu editor. Seja ele em vídeo, áudio… eu tenho que entregar a entrevista que fui fazer”, avaliou. “Eu ser simpática não dá abertura para que ele, e pra ninguém, fazer comentários que ele fez. Me oferecer beijo, perguntar se eu queria que ele mostrasse a heterossexualidade dele, me chamar de gostosa. Não existe isso.”

Apesar das criticas que recebeu, a moça garantiu estar segura sobre sua denúncia, já que espera que cenas assim não se repitam. Mesmo que isso tenha resultado em sua demissão. Sobre o assunto, ela disparou: “Eu acho ingênuo achar que ‘por acaso’ as duas jornalistas [ela e sua editora] diretamente ligadas ao caso foram demitidas. É quase uma traição! Eu realmente não esperava esse tipo de coisa”.

Advogados de Giulia afirmaram que, após 15 dias do registro do Boletim de Ocorrência na delegacia, eles entraram com uma queixa crime por injúria contra Biel no Ministério Público. A Record tentou a versão do rapaz, mas não obteve resposta.

MSN

DA REGIÃO DE CAJAZEIRAS

VÍDEO: Do assassinato do pai ao sucesso na política, prefeito conta trajetória de superação no Interview

'AULÃO SOLIDÁRIO'

VÍDEO: Ordem DeMolay de Cajazeiras promove aulão gratuito preparatório para o ENEM; veja como participar

ENTRETENIMENTO

Maria Calado na TV com os integrantes do espetáculo “Trinca mas não quebra” e o cantor Lucas Soares

ALÍVIO

VÍDEO: Presidente da OAB de Cajazeiras afirma que a Comarca de Bonito de Santa Fé não será mais fechada