header top bar

section content

Exposição intensa de calor melhora satisfação sexual em homens, indica estudo

Os pesquisadores descobriram que a exposição à luz intensa havia triplicado os escores de satisfação sexual

Por Campelo - Diário do Sertão em Sousa

22/09/2016 às 09h00 • atualizado em 22/09/2016 às 12h53

Segundo especialista, quem tem um corpo privado de sexo vai procurar prazer em outras áreas

Exposição à luz intensa pode estimular maior satisfação sexual em homens com desejo sexual baixo, aponta um novo estudo.

Cientistas da Universidade de Siena, na Itália, descobriram que o uso de uma caixa de luz, similar às empregadas em terapias de luz para tratar certos tipos de depressão, eleva os níveis de testosterona.

E isso motivou o registro de maiores níveis de satisfação sexual.

Mas os pesquisadores afirmam que é preciso mais pesquisas antes de essa técnica ser usada como tratamento.

A equipe estudou 38 homens diagnosticados com problemas que causam falta de interesse em sexo.

Luz intensa
Metade do grupo recebeu tratamento com a caixa de luz, enquanto a outra metade foi exposta a uma caixa de luz adaptada para emitir bem menos luz.

Todos foram submetidos a meia hora de exposição pela manhã, por duas semanas.

Quando testaram os participantes novamente, os pesquisadores descobriram que o grupo exposto à luz intensa havia triplicado os escores de satisfação sexual, enquanto o chamado grupo de controle manteve basicamente os mesmos níveis.

Os níveis de testosterona nos homens que receberam o tratamento ativo com luz subiram de cerca de 2,1 ng/ml (nanogramas por mililitro) para 3,6 ng/ml – mas o outro grupo não registrou alta.
Andrea Fagiolini, que coordenou o estudo, disse que os níveis mais altos de testosterona explicam os relatos de maior satisfação sexual.

O que é tratamento com luz brilhante?
A terapia com luz emprega uma lâmpada especial chamada caixa de luz, usada para simular a exposição à luz solar.

A caixa contém tubos fluorescentes muito intensos – normalmente cerca de 10 vezes a intensidade de luzes residenciais.

Costumam ser usadas para tratar o chamado transtorno afetivo sazonal, uma forma de depressão também conhecida como depressão de inverno.

O paciente olha dentro da caixa e quando a luz atinge o fundo dos olhos, mensagens são transmitidas à parte do cérebro que controla o sono, apetite, desejo sexual, temperatura, humor e ação.
Algumas pessoas parecem precisar de muito mais luz do que outras para que seus corpos funcionem normalmente.

Imitando a natureza
Fagiolini explicou como o tratamento funciona. “No hemisfério norte, a produção de testosterona do corpo normalmente cai de novembro até abril, depois cresce gradativamente durante a primavera e o verão, com um pico em outubro.”

“Você vê o efeito disso em taxas de reprodução, com o mês de junho tendo as médias mais altas de concepções. O uso da caixa de luz realmente mimetiza o que a natureza faz”, completa.
O coordenador do estudo sugere que a terapia possa ter inibido a atividade da glândula pineal no centro do cérebro, permitindo maior produção de testosterona.

Esperanças futuras
Há várias possíveis razões para a ausência de desejo sexual, e tratamentos dependem da causa.

O tratamento pode envolver injeções de testosterona, antidepressivos e outros medicamentos.

Os pesquisadores acreditam que a terapia com luz possa oferecer no futuro os benefícios de medicamentos, mas com menos efeitos colaterais.

Mas Fagiolini disse que eles ainda não estão no estágio em que poderiam recomendar a técnica como tratamento clínico.

O artigo com os resultados da pesquisa será apresentado em um congresso de neuropsicofarmacologia em Viena, na Áustria.

G1

CACHOEIRA DOS ÍNDIOS

VÍDEO: Ex-prefeito rompe o silêncio, fala de derrota e lamenta promessa não cumprida de atual gestor

ENTREVISTA

VÍDEO: Do vício em jogo à fama, ‘Rei das Tapiocas’ de Cajazeiras conta trajetória no programa Xeque-Mate

MARIA CALADO NA TV

Programa Maria calado na TV recebe os Quentes da Pegada da cidade de São João do Rio do Peixe

EM CONTINÊNCIA AO SENHOR JESUS

Programa Em Continência ao Senhor Jesus com a participação do Sargento Souza e Marcos Alan