header top bar

section content

Marco Pigossi vive lutador em filme dramático e fala de cena de sexo na prisão

O cenário é soturno, melancólico

Por Estagiário

31/10/2016 às 11h33 • atualizado em 31/10/2016 às 17h08

Marco Pigossi estrela filme baseado na vida ex-presidiário Fábio Leão Foto: Rafael Moraes

O cenário é soturno, melancólico. Um homem — com roupa suja de detento, cabeça raspada e olhar concentrado — surge em meio a uma cela pequena. Nem parece, mas o rapaz é Marco Pigossi, que, ao se posicionar na marca indicada pelo diretor, se depara com um desenho de um leão (símbolo de bravura) na parede e a imagem de um Oxóssi, seu orixá na vida real.

— Apesar de o presídio estar desativado, senti toda aquela atmosfera. Tinha uma magia acontecendo ali — conversou com o EXTRA no último dia de filmagem do longa “A última chance”, no qual interpreta um criminoso que alcançou a redenção por meio da luta marcial.

Juliana Lohmann vive par romântico com Marco Pigossi em 'A última chance' Foto: Marcio Nunes Leia mais: http://extra.globo.com/tv-e-lazer/marco-pigossi-vive-lutador-em-filme-dramatico-fala-de-cena-de-sexo-na-prisao-20378796.html#ixzz4OfmzV864

Juliana Lohmann vive par romântico com Marco Pigossi em ‘A última chance’ Foto: Marcio Nunes

Baseado na vida do ex-presidiário Fábio Leão, a produção do cineasta Paulo Thiago, com previsão de estreia para o ano que vem, narra a trajetória do menino da Vila Kennedy que se transformou em traficante e clonador de carros, mas que mudou sua história após virar professor de lutas marciais no presídio. Para compor o personagem, Pigossi diz que buscou trilhar um caminho próprio e aprendeu muai thay por dois meses com o mestre Artur Mariano.

— Não conheci Fábio. O maior erro do ator é imitar. A gente não imita, a gente cria. Mas treinei pesado para buscar a semelhança física e ganhei um pouquinho mais de massa magra. Não mudou muito na balança. Foi mais uma transformação visual — diz o ator, que em seu último trabalho, “A regra do jogo”, interpretou justamente um policial: o incorruptível Dante.

Pigossi protagonizou cenas tórridas com Juliana Lohmann Foto: Reprodução/ Instagram

Pigossi protagonizou cenas tórridas com Juliana Lohmann Foto: Reprodução/ Instagram

Outro desafio para o artista foi fazer cenas quentes com a atriz Juliana Lohmann. A dupla protagonizou sequências tórridas no Ratão, apelido do local onde os agentes, mediante propina, permitem que os casais façam sexo.

— Essas partes do filme trazem o clima desse lugar completamente sujo e zero romântico. Mostra o instinto de bichos deles ao se encontrar. Um relacionamento exposto, ali na frente de todo mundo. Claro que o colchão era de acervo, limpinho, mas o visual dava essa sensação. É um estado sub-humano, um pouco abaixo do humano. O que esse caras passam é assustador.

Extra

EM CONTINÊNCIA AO SENHOR JESUS

Programa com a participação dos membros da Igreja Rei dos Reis

CADASTRAMENTO

VÍDEO: Prazo final para biometria na região de Catolé do Rocha é antecipado, e Justiça alerta eleitores

MITO DA INTERNET

VÍDEO: Fenômeno Gleyfy Brauly bate recorde de audiência no Xeque-Mate e canta sucessos no ‘imbromation’

CALDEIRÃO POLÍTICO

VÍDEO: Aliado releva que dois vereadores de oposição estão rasgando elogios ao prefeito Airton Pires