header top bar

section content

Briga por herança de quase 10 milhões leva à exumação do corpo do cantor de Emílio Santiago

Cantor morreu em 2013 vítima de um AVC

Por Campelo - Diário do Sertão em Sousa

27/04/2017 às 09h02

Cantor, Emílio Santiago (Foto: Dario Zalis/VEJA)

A juíza da 13ª Vara de Família do Rio de Janeiro, Mônica Fabião, determinou a exumação do corpo de Emílio Santiago, morto em 2013, para a realização de um exame de DNA que verifique se o produtor musical Aleksander Nunes é filho ou não do músico.

Segundo o advogado Carlos Magno Ramos Fiuza, que defende o companheiro do cantor, Márcio Tadeu Ribeiro Francisco, a exumação de Santiago está autorizada há um ano e já foi feita uma vez. Em seguida, foi realizado um exame de DNA, que deu negativo. “Mas o garoto discordou do resultado, pois o exame foi feito pela UERJ, onde o companheiro do Emílio leciona, e acredita que a instituição pode ter sido imparcial”, explica Fiuza.

Agora, Aleksander Nunes está em busca de uma instituição que faça um novo exame de DNA de forma gratuita, ou que aceite receber após o serviço, pois não tem condições de arcar com a despesa.

Emílio Santiago morreu aos 66 anos, vítima de um acidente vascular cerebral (AVC), em março de 2013. Sua herança é avaliada em quase 10 milhões de reais.

Veja

ALFINETOU

VÍDEO: Aliado do prefeito destaca asfaltamento de ruas de Cajazeiras e alfineta grupo de Carlos Antonio

REVELAÇÃO

VÍDEO: Emocionado, radialista fala de dificuldades na infância e revela que ‘amigo’ lhe ofereceu drogas

VEJA

VÍDEO: Gilvan de Andrade fala de experiência no Rádio em Cajazeiras e João Pessoa

VÍDEO

Padre anuncia reforma da paróquia São João Bosco de Cajazeiras a avalia atuação do bispo