header top bar

section content

Efeito JBS: mais uma vez, repórter é “trollado” durante transmissão

Enquanto o jornalista Nilson Klava fazia passagem ao vivo, uma mulher surgiu com um cartaz escrito “Diretas Já”.

Por Priscila Belmont

19/05/2017 às 08h47

O jornalista Nilson Klava fazia passagem ao vivo.

A ebulição política trazida pela delação de Joesley Batista, dono da JBS, divulgada na quarta-feira (17/5) tem deixado os repórteres em várias saias justas.

Na tarde desta quinta-feira (18/5), o jornalista Nilson Klava fazia uma passagem ao vivo durante o programa “Estúdio I”, relatando as novidades direto de Brasília. Foi quando uma mulher se postou atrás dele com cartazes onde era possível ler: “Diretas Já” e “Fora Temer”.

O mesmo jornalista passou por uma situação parecida na noite da quarta (17), quando falava na Globo News. Porém, nesse caso, não era possível saber o que estava escrito no cartaz do “manifestante”. Antes desses, mais um caso: no “Jornal Nacional”, uma mulher atrás de Zileide Silva segurou um reclame com os dizeres: “Eu votei na Dilma”.

Entenda o caso

Em uma gravação feita por Joesley Batista, dono da JBS, em março deste ano, o presidente Michel Temer (PMDB) dá aval para que o silêncio do ex-presidente da Câmara dos Deputados Eduardo Cunha (PMDB-RJ) seja comprado.

Além de Michel Temer, as gravações de Joesley também complicam a situação do senador Aécio Neves (PSDB), flagrado pedindo R$ 2 milhões ao empresário. O dinheiro teria sido entregue a um primo do tucano, e a cena filmada pela Polícia Federal.

Metrópoles

“Boca Quente” fala sobre Nilvan, Josival, Gutemberg e narra fato que mais lhe chamou atenção na área policial

PROGRAMA XEQUE-MATE

VÍDEO: Padre e missionários falam sobre recuperação de dependentes químicos na região de Cajazeiras

DIÁRIO ESPORTIVO

Ao lado de grandes nomes da imprensa, Diário Esportivo debate as rodadas da Série C e D do Paraibano

PARTIU PARA O ATAQUE

VÍDEO: Júnior Araújo diz que José Aldemir vai perseguir servidores que não apoiarem campanha de Paula