header top bar

section content

Bailarina plus size de Anitta, Thais Carla pesa 140 kg e já posou nua com o marido: ‘sou plena’

A bailarina ficou conhecida depois de vencer o quadro "Se vira nos 30", do "Domingão do Faustão", em 2009, quando se apresentou dançando.

Por Priscila Belmont

21/06/2017 às 10h27

Thais tem 25 anos e é de Nova Iguaçu Foto: Reprodução/Instagram

Depois de lançar o novo sucesso “Paradinha”, Anitta traz outra novidade para a nova turnê. A Poderosa reforçou o seu time de bailarinas com duas modelos plus size, as cariocas Thais Carla e Tatiana Lima.

Moradora de Nova Iguaçu, Thais tem 25 anos e uma filhinha de 7 meses. Ela é casada há dois anos com o fotógrafo baiano Israel Reis, de 23, e dança desde os 4 anos de idade. A bailarina ficou conhecida depois de vencer o quadro “Se vira nos 30”, do “Domingão do Faustão”, em 2009, quando se apresentou dançando. Na ocasião, ela faturou R$ 15 mil. Thais também trabalhou como bailarina do programa “Legendários”, de Marcos Mion, por quatro anos.

“Se não fosse pela minha família, eu não ia continuar a dançar e já tinha desistido. Não podia ir aos testes porque não tinha perfil. Venci preconceitos. E agora, com a Anitta, estou ali de igual para igual, dançando como qualquer bailarina que ela tem”, afirma.

Thais também participou de um reality show na TV para perder peso. Atualmente com 140 kg, ela é tão orgulhosa das curvas que tem que fez um ensaio nua com o marido e também já posou sozinha sem roupa para uma campanha contra a gordofobia.

“Quando eu era mais nova, tinha essa pressão para emagrecer. Até já tentei, mas não tive muito sucesso (risos). Sou uma pessoa muito plena. Não ligo para nada. Se for para dançar de calcinha, eu danço, fica de sutiã, posar nua… Sou bem relax”.

Ela, no entanto, faz questão de deixar a mensagem de que todo mundo deve ser aceitar como é.

“Não estou dizendo que é legal, maravilhoso ser gorda. Minha mensagem é que você pode ser quem você quiser, não importa como você seja. Em momento algum quero incentivar a gordura. Estou incentivando o empoderamento da mulher: a mulher correr atrás e fazer o que quiser. Se não se sentir bem gorda, emagreça. Mas cada um tem que ser como se sentir bem. A vida toda eu escutei que não poderia ser bailarina porque eu sou gorda. E aí eu botei na minha cabeça que eu ia ser bailarina e gorda do jeito que eu sou. Fui lutando, vencendo preconceitos. Mas tudo é na base do seu querer. Quando você quer, você consegue”.

Extra

CALDEIRÃO POLÍTICO

VÍDEO: Aliado releva que dois vereadores de oposição estão rasgando elogios ao prefeito Airton Pires

DIÁRIO ESPORTIVO

Diário Esportivo recebe o professor Sérgio Cunha divulgando o IV Open paraibano de Karatê; Confira!

CASA NOVA

Locutor esportivo troca de emissora de rádio em Cajazeiras e revela mágoa: “Tomei uma pancada violenta”

NOVIDADES

VÍDEO: Novo padre da Paróquia São João Bosco confirma que pretende revitalizar a Praça Camilo de Holanda