header top bar

section content

Elba Ramalho dá adeus ao São João de Campina Grande após polêmica com sertanejos

Elba não deu entrevistas antes do show, como sempre fazia, e confessou aos mais próximos que estava se despedindo em definitivo.

Por Priscila Belmont

28/06/2017 às 10h05

Foto: Divulgação

É o fim de uma era. Elba Ramalho pisou pela última vez no palco do tradicional São João de Campina Grande, na Paraíba, na sexta-feira passada. A cantora ficou magoada com a atenção dispensada aos novos artistas sertanejos e deu fim a uma tradição que acontecia desde a década de 1980. Durante todo esse tempo, ela foi a estrela do maior festa junina do mundo — muitos forrozeiros já deixaram de se apresentar este ano. Decepcionada, Elba não deu entrevistas antes do show, como sempre fazia, e confessou aos mais próximos que estava se despedindo em definitivo.

A decisão de Elba Ramalho, reconhecida como a maior cantora da Paraíba, é mais um capítulo da polêmica iniciada pela própria artista, que criticou a falta de espaço de artistas de forró no evento. “Devolvam o nosso São João”, pediu ela. O bafafá aumentou depois que Marília Mendonça rebateu Elba, sem ter sido citada por ela.

No fim do show de sexta-feira, Elba desejou sorte a Marília e, sem ironia, pediu que o público a recebesse de braços abertos na apresentação que ela faria na noite seguinte. No domingo, ela ainda foi lembrada pela dupla Maiara e Maraísa, que incluiu uma música do repertório da cantora paraibana no show que fez em Campina Grande.

Procurada pelo EXTRA, Elba Ramalho não quis se pronunciar: “Já deu muita polêmica e tem muita gente se vitimizando. Posso nem estar viva no ano que vem”.

Extra

ALFINETOU

VÍDEO: Aliado do prefeito destaca asfaltamento de ruas de Cajazeiras e alfineta grupo de Carlos Antonio

REVELAÇÃO

VÍDEO: Emocionado, radialista fala de dificuldades na infância e revela que ‘amigo’ lhe ofereceu drogas

VEJA

VÍDEO: Gilvan de Andrade fala de experiência no Rádio em Cajazeiras e João Pessoa

VÍDEO

Padre anuncia reforma da paróquia São João Bosco de Cajazeiras a avalia atuação do bispo