header top bar

section content

Cientistas revelam detalhes sobre o orgasmo feminino

A atividade cerebral na hora do sexo aumenta gradativamente

Por Campelo - Diário do Sertão em Sousa

13/10/2017 às 08h41

Estudo indica que uma simples bebida pode proporcionar orgasmos mais intensos para as mulheres

O orgasmo feminino se deve à atividade intensa simultânea de vários centros cerebrais, diz-se na pesquisa, publicada no jornal The Journal of Sexual Medicine. Especialistas da Universidade Rutgers, EUA, usaram ressonância magnética funcional para detectar o trabalho de nêutrons durante estimulação sexual.

Do experimento participaram 40 mulheres, que preencheram formulários sobre sua vida sexual e relações. Como resultado, para fazer ressonância magnética foram selecionadas dez pessoas que informaram ter orgasmos durante o sexo. As mulheres foram diagnosticadas enquanto seu clitóris estava sendo estimulado pelo parceiro sexual ou por elas mesmas.

O estudo revelou que a atividade cerebral na hora do sexo aumenta gradativamente, envolvendo ao mesmo tempo as zonas sensoriais e motoras do sistema nervoso central, assim como sistema de excitação. Desta forma, foi registrada excitação elevada dos neurônios no hipocampo, responsável pelas emoções, nas amídalas cerebelosas, responsáveis pela tomada de decisões, e no hipotálamo.

Cientistas acreditam que os dados recebidos poderão ser utilizados na medicina para ajudar as mulheres que por certas razões não conseguem atingir orgasmo.

Notícias ao Minuto

Tags:

“Boca Quente” fala sobre Nilvan, Josival, Gutemberg e narra fato que mais lhe chamou atenção na área policial

PROGRAMA XEQUE-MATE

VÍDEO: Padre e missionários falam sobre recuperação de dependentes químicos na região de Cajazeiras

DIÁRIO ESPORTIVO

Ao lado de grandes nomes da imprensa, Diário Esportivo debate as rodadas da Série C e D do Paraibano

PARTIU PARA O ATAQUE

VÍDEO: Júnior Araújo diz que José Aldemir vai perseguir servidores que não apoiarem campanha de Paula