header top bar

section content

Após sessão de sexo mulher passa dois dias algemada a cadeira

O tornozelo ficou completamente inchado e azulado após passar as 48 horas preso

Por

06/01/2016 às 09h18

O tornozelo ficou completamente inchado e azulado após passar as 48 horas preso

Uma mulher passou dois dias algemada a uma cadeira após uma sessão de sexo onde acabou bêbado e caindo no sono.

O homem com quem a mulher se relacionou era casado, e por isso fugiu na manhã seguinte, após a véspera de Ano Novo.

A mulher, de 32 anos de idade, não teve nome revelado, assim como seu amante. O que se sabe é que eles são da Rússia, e que o caso ocorreu em Moscou.

A dupla resolveu apimentar a relação e a mulher foi algemada em diferentes móveis da casa, mas quando acordou notou que o companheiro não estava mais lá e que as chaves da algema tinha desaparecido.

Ela ficou dois dias sozinha, e só foi encontrada depois desse tempo pelo irmão, que a viu acorrentada pelo tornozelo a uma cadeira pesada. Assim ele foi obrigado a chamar os serviços de emergência para libertar a mulher.

O tornozelo ficou completamente inchado e azulado após passar as 48 horas preso.

O casal tinha bebido muito durante a brincadeira na véspera de Ano Novo, e ambos tinham caído no sono.

A irmã da mulher disse que acreditava que o homem havia fugido da casa no início da manhã do dia 1 de Janeiro, em uma tentativa de evitar ser visto pelos parentes de sua amante.

Um porta-voz da polícia disse que apesar de a mulher ter ficado chateada, não relatou o caso às autoridades.

Gadoo com DailyMail

DA REGIÃO DE CAJAZEIRAS

VÍDEO: Do assassinato do pai ao sucesso na política, prefeito conta trajetória de superação no Interview

'AULÃO SOLIDÁRIO'

VÍDEO: Ordem DeMolay de Cajazeiras promove aulão gratuito preparatório para o ENEM; veja como participar

ENTRETENIMENTO

Maria Calado na TV com os integrantes do espetáculo “Trinca mas não quebra” e o cantor Lucas Soares

ALÍVIO

VÍDEO: Presidente da OAB de Cajazeiras afirma que a Comarca de Bonito de Santa Fé não será mais fechada