header top bar

section content

Polêmica: SBT exibe desenho para as crianças que apresenta casal lésbico e causa polêmica com famílias

"Avatar: A Lenda de Korra" sugere romance entre Korra e Asami

Por

24/07/2015 às 13h55

SBT exibe desenho que apresenta casal lésbico e causa polêmica em estréia (Foto: Reprodução)

Na manhã da última quarta-feira (22), estreou na programação matinal do SBT o desenho “Avatar: A Lenda de Korra”. Foi exibido dentro do programa infantil “Bom Dia & Cia”, apresentada por Silvia Abravanel, filha de Silvio Santos.

Embora ocupe um horário voltado para a faixa etária de crianças, a animação gerou polêmica nos Estados Unidos, no ano passado. Além da violência a protagonista Korra tem um relacionamento lésbico com a personagem Asami.

O SBT divulgou que comprou apenas as duas primeiras temporadas e que está ciente do capítulo que revela a sexualidade da protagonista, mas que ele faz parte da 4ª e última temporada.

“A Lenda de Korra” estreou em 2012 na TV americana. Mas foi forçado a mudar de horário por sua temática ser considerado “ousada e adulta” demais para ir ao ar pelas manhãs.  Sua classificação no Brasil é “não recomendável para crianças menores de 10 anos”.

O roteiro é uma variação de “Avatar: A Lenda de Aang”, que ainda é exibido no Brasil pelo canal pago Nickelodeon.  Korra é uma adolescente forte e corajosa escolhida para ser Avatar, pois tem um espírito capaz de controlar os quatro elementos da natureza. Embora domine três (água, fogo e terra), sai com seus três amigos (Mako, Bolin e Asami) na busca do último elemento, o ar.

Ela tenta libertar a Cidade República, das mãos do vilão Amon. Também luta contra espíritos na Tribo da Água do Sul, sua terra natal, além de enfrentar uma sociedade secreta disposta a implantar o caos no mundo. A revista norte-americana “Vanity Fair” classificou o desenho de “subversivo”.

No decorrer da história a protagonista adolescente acaba se envolvendo em um triângulo amoroso com os irmãos Mako e Bolin. Somente na terceira temporada, Korra se aproxima de Asami.

O final do desenho mostra Korra e Asami indo juntas, de mãos dadas, para o mundo espiritual.

O roteirista da série, Michael Dante DiMartino, confirmou em seu blog que havia um relacionamento homossexual entre Korra e Asami.

“Nossa intenção com a última cena foi deixar o mais claro possível que, sim, Korra e Asami têm sentimentos românticos uma pela outra. O momento em que elas entraram no portal espiritual simboliza sua evolução de amigas para um casal”, escreveu.

Gospel Prime com informações do Uol

DIÁRIO ESPORTIVO

Diário Esportivo recebe o professor Sérgio Cunha divulgando o IV Open paraibano de Karatê; Confira!

CASA NOVA

Locutor esportivo troca de emissora de rádio em Cajazeiras e revela mágoa: “Tomei uma pancada violenta”

NOVIDADES

VÍDEO: Novo padre da Paróquia São João Bosco confirma que pretende revitalizar a Praça Camilo de Holanda

AO VIVO NA TV

BOMBA! Ator cajazeirense revela que foi estuprado quando era coroinha de igreja: “Fui pra missa chorando” – ASSISTA!