header top bar

section content

Como assim? Pastora roqueira e boca-suja cria igreja para desregrados e rebeldes

Ela tem chamado a atenção por suas atitudes pouco convencionais

Por

13/07/2015 às 10h20

Pastora boca-suja cria igreja para desregrados

A pastora Nadia Bolz Weber tem visto sua igreja em Denver (Colorado, Estados Unidos) crescer cada vez mais, isso por conta das suas aparições na imprensa americana. Weber chama atenção por vários motivos, o principal deles é sua aparência: 1,85 m de altura, cabelos curtos e muitas tatuagens pelo corpo.

Mas sua história de vida e a fundação da igreja “Casa para Todos os Pecadores e Santos” também têm atraído os mais curiosos, pois mesmo nascida em uma família cristã, Nadia vivenciou as maiores loucuras que um jovem pode passar.

Ela recebeu a criação segundo os rígidos preceitos da Igreja de Cristo, ensinos que hoje Nadia Weber considera “fundamentalista, legalista, sectária”. Na juventude ela caiu no mundo dos vícios, se tornou alcoólatra e usuária de drogas.

“Estava perfeitamente feliz com a ideia de que estaria morta aos 30 anos”, disse a pastora em entrevista à BBC. Seus amigos eram todos viciados e foi para eles que ela resolveu criar uma igreja.

Segundo a entrevista, Nadia foi chamada para discursar no velório de um amigo que se suicidou e naquele dia entendeu que alguém deveria pregar para aquelas pessoas, muitas delas sem nenhum tipo de crença.

“Olhei para fora e pensei: ‘Estas são minhas pessoas e elas não têm um pastor – e talvez eu realmente tenha sido chamada para ser uma pastora para o meu povo'”, lembra.

Nadia frequentou um seminário luterano e logo depois criou a igreja “Casa para Todos os Pecadores e Santos” que tem os “perdidos” como público alvo. “Tive que começar uma igreja a qual gostaria de frequentar, basicamente porque eu raramente tinha ido a alguma que eu gostava”.

O rebanho de Nádia Weber é formado por gays, lésbicas e transgêneros. Uma drag queen tem cargo na igreja e para incentivar as pessoas a darem o dízimo os obreiros usam uma camiseta que diz: “Isso aqui não é de graça” na frente e nas costas lemos “Então faça o favor de pagar o dízimo, Piranha!”
Você não leu errado, na igreja fundada por ela é permitido palavrão e uma vida sem regras. A forma como ela tem feito o trabalho de pastora tem chamado a atenção até mesmo dos moradores da cidade e até os mais velhos resolveram se filiar à igreja.

A vida de Nadia já ganhou até livro, a autobiografia Pastrix: The Cranky Beautiful Faith of a Sinner and Saint (Pastrix: a crença bela e doentia de uma pecadora e uma santa, em tradução literal) já é um best-seller nos Estados Unidos e por conta disso ela é convidada para dar palestras em todo o país e também na Europa.

Gospel Prime

Tags:
EMPODERAMENTO

VÍDEO: Associação dos Ciclistas de Cajazeiras promove neste final de semana pedal dedicado às mulheres

OUTRO LADO

Secretário de saúde diz que verbas federais serão mantidas e que o SAMU de Cajazeiras não vai fechar

PRECONCEITO

EM CAJAZEIRAS: Gari revela que as pessoas negam água e restaurantes proíbem entrada para comprar marmita

ABANDONADO

VÍDEO: Após saber da morte da mãe, homem passa fome nas ruas de Cajazeiras e faz apelo emocionante para voltar pra casa