header top bar

section content

Segundo tia, cantor Cristiano Araújo deixou apartamentos para a mãe e o filho mais velho

Divina de Mello conta que a família continua muito abalada com a morte do cantor: 'Minha irmã tem chorado muito, não sai de casa para lugar nenhum'.

Por

01/07/2015 às 09h40

Divina de Mello, tia de Cristiano Araújo (Foto: Marília Neves / EGO)

Faz uma semana que Cristiano Araújo morreu, mas toda família continua muito abalada com a partida repentina do cantor. Ao EGO, Divina de Mello, tia do sertanejo, contou que a mãe do rapaz ainda chora muito pela perda e deve sair de casa pela primeira vez após o enterro para ir à missa de sétimo dia do filho, que irá acontecer nesta quarta, 1, na Paróquia Nossa Senhora da Assunção, em Goiânia.

"Minha irmã está muito abalada, tem chorado muito ainda. Não sai de casa para lugar nenhum. Talvez vá à missa, está fazendo de tudo para ir. Somos uma família muito religiosa e essa missa vai ser muito importante para a gente. Vão estar todos reunidos orando pelo Cristiano: a família e os amigos", declarou.

Questionada sobre os filhos de Cristiano – ele tinha João Gabriel, de 6 anos, e Bernardo, de 2 -, Divina disse que eles estão mantendo a rotina normal para não sentir tanta falta do pai. O mais velho recebeu ajuda de um psicólogo para lidar com a situação.

"O Bernardo é muito novinho, né? Não vai nem ter lembrança do pai… Só vai ter as fotos e os vídeos. O João, que é um pouquinho mais velho, já entende mais, mas não está dando trabalho não. A mãe dele, a Luana, procurou um psicólogo e foi contando para ele sobre a morte aos poucos. Acho que ela nem falou no dia para resguardá-lo. Depois ela perguntou se ele queria visitar o túmulo do pai, mas ele não quis. Não conseguimos vê-los ainda porque eles moram longe, mas eles já visitaram a avó. Estão mantendo os compromissos de sempre, indo à escola normalmente", afirmou.

Divina também revelou que Cristiano deixou pelo menos um dos filhos resguardado. Pouco antes de morrer, ele conseguiu um emprego para Luana Rodrigues, mãe de João Gabriel, e comprou um apartamento que colocou em nome do menino: "Para você ver como as coisas não acontecem por acaso e Deus está no controle. O Cristiano deixou tudo encaminhado. Conseguiu que a mãe mudasse para o apartamento que ele tinha comprado para ela. Ele estava desesperado para as obras acabarem logo para minha irmã poder entrar e, recentemente, deu um outro para o filho mais velho.  Pena que não teve tempo de fazer o mesmo pelo Bernardo".

Sobre sua mãe, Luzia de Mello, a avó materna de Cristiano – que passou mal após saber da morte do neto e teve que ser internada no hospital -, Divina falou: "Minha mãe não está muito bem ainda, está fraca e emocionalmente fragilizada. Como recebemos sempre muitas visitas, ela não está nem aqui em casa. Foi para a casa de outra irmã nossa para descansar. Ela não está preparada para ver outras pessoas ainda, não pode se emocionar".

Luzia tem 84 anos. Ela foi hospitalizada porque teve um pico de pressão ao saber da tragédia envolvendo o neto, mas só ficou internada por uma noite. "Ela dormiu bem, a pressão controlou, mas continua com dor no peito. Está deitada, mas não vai voltar ao hospital. Lá, por uma noite que ela ficou, cobraram R$ 500. Aqui ela fica com a família e toma remédio do meu jeito", pontuou o marido dela, Júlio Paulino de Mello, de 92 anos, ao EGO na última quinta, 25.

EGO

A FAVOR DA REFORMA

Empresário diz que Justiça do Trabalho só penalizava os patrões e chama a CLT de ‘excrescência jurídica’

DA REGIÃO DE CAJAZEIRAS

VÍDEO: Do assassinato do pai ao sucesso na política, prefeito conta trajetória de superação no Interview

'AULÃO SOLIDÁRIO'

VÍDEO: Ordem DeMolay de Cajazeiras promove aulão gratuito preparatório para o ENEM; veja como participar

ENTRETENIMENTO

Maria Calado na TV com os integrantes do espetáculo “Trinca mas não quebra” e o cantor Lucas Soares