header top bar

section content

Padre é afastado após ter fotos íntimas com outro homem divulgadas nas redes sociais

O episódio aconteceu no Pernambuco, em uma cidadezinha do Agreste

Por

28/05/2015 às 07h40

O padre Severino Ézio de Melo foi afastado das funções na Diocese de Pesqueira, no Agreste de Pernambuco, por causa de “fotografias comprometedoras da moral espalhadas nas redes sociais”.

Nas fotos, o padre aparece deitado com um outro homem em uma cama sem camisa, em outro momento com taças na mão brindando e beijando o rapaz no rosto. Segundo informações da Polícia, o sacerdote estava recebendo mensagens de um suposto ex-namorado, que pedia R$ 30 mil para que as fotos não fossem divulgadas.

O padre foi no Grupo de Operações Especiais (GOE) e prestou depoimento sobre o caso. Ainda de acordo com a polícia, o suspeito de ter divulgado a foto é um autônomo que não teve o nome divulgado, pois o suspeito ainda está sendo investigado.

O delegado responsável pelo caso, Cláudio Castro, disse que encaminhou os autos do processo à Justiça e está aguardando o retorno do inquérito para poder iniciar a conclusão do caso.

O celular do suspeito foi apreendido e está sendo periciado.

Ainda segundo o documento, a advertência “não foi obedecida pelo padre”. Por isso, o sacerdote também sofreu uma suspensão canônica. Ele está impedido de “presidir ou administrar qualquer Sacramento ou Sacramental, de celebrar ou concelebrar a Eucaristia, com a presença pública de fiéis cristãos”.
A decisão foi tomada pelo bispo Dom José Luiz Ferreira Salles. Ele considerou o cânon 1395. “Se persiste o delito depois da advertência, podem se acrescentar, gradativamente, outras penas, até a demissão do estado clerical”.

Darcio Rabelo

PROCESSO DE MIGRAÇÃO

Diretor regional na Paraíba tira todas as dúvidas sobre abertura de novas contas dos servidores estaduais no Bradesco

MENSAGEM DE ESPERANÇA

Programa Mensagem de Esperança com Sara Sheyla e Nelson Dantas

A FAVOR DA REFORMA

Empresário diz que Justiça do Trabalho só penalizava os patrões e chama a CLT de ‘excrescência jurídica’

DA REGIÃO DE CAJAZEIRAS

VÍDEO: Do assassinato do pai ao sucesso na política, prefeito conta trajetória de superação no Interview