header top bar

section content

Mulher de diretor é mais famosa pelos barracos do que pelo talento. Veja quem é a dita cuja!

Atriz briga na internet com colegas de trabalho e arranja confusão até com Aguinaldo Silva

Por

07/01/2012 às 15h04

AntoniaAgNews
Antonia Fontenelle gosta mesmo é de confusão no Twitter; a atriz já brigou com Adriana Birolli e Aguinaldo Silva
 

Antonia Fontenelle tem se envolvido em muita confusão ultimamente. Casada com o diretor da Globo, Marcos Paulo, a atriz ficou mais famosa nos últimos tempos depois de seus surtos no Twitter.

Antonia não teve papéis de destaque em sua carreira. O que salta aos olhos mesmo são os barracos em que a loira está envolvida.

O primeiro deles foi contra a fiscalização da Lei Seca no Rio de Janeiro, quando a loira reclamou da aproximação agressiva dos policiais. Mas o que realmente deu o que falar foi o desabafo contra a atriz Adriana Birolli.

Em seu Twitter, Antonia disparou críticas à Patrícia de Fina Estampa (Globo).

– Essa tal de Adriana Birolli deve ser enjoada igual ao personagem dela. Fala no celular enquanto dirige, se joga na minha frente e não pede desculpas. O que ela está pensando? Que é a rainha da cocada preta? E olha que dirige um carrinho popular, hein, cada uma.

A atriz ganhou a antipatia também de

Aguinaldo Silva

, que saiu em defesa de Adriana Birolli.

E essas não são as únicas polêmicas em que Antonia se meteu. A loira foi coroada rainha de bateria da Grande Rio, mas não é querida pela comunidade.

No barracão, a atriz, que deveria ser a musa do Carnaval da agremiação, é chamada de Água de Salsicha.

R7

MARIA CALADO NA TV

Programa Maria Calado na Tv recebe Everly Paloma e Forró Bom de Mexer de Ipaumirim- CE

EM CONTINÊNCIA AO SENHOR JESUS

Em Continência ao Senhor Jesus com a participação dos membros da Igreja Assembléia de Deus Canaã

SETEMBRO AMARELO

VÍDEO: Médico cajazeirense Léo Abreu fala sobre suicídio e doenças mentais no programa Xeque-Mate; veja!

TESTEMUNHO

VÍDEO: Ex-cantor de forró de Cajazeiras diz que foi ‘salvo’ por 15 pessoas e se tornou cantor evangélico