header top bar

section content

Sem culpa! Fazer fofoca faz bem para a saúde, dizem cientistas

A pesquisa, feita pela British Psychological Society, constatou que as mulheres, são mais propensas a uma fofoquinha.

Por

26/12/2011 às 11h41

Nada mais de se sentir mal por ter falado com as amigas da vida alheia. De acordo com estudos recentes, a fofoca pode trazer benefícios para quem a faz, como controlar a ansiedade e o stress.

A pesquisa, feita pela British Psychological Society, constatou que as mulheres, são mais propensas a uma fofoquinha: 85% de nós disseram não resistir e uma em cada dez assumiram que acham muito difícil guardar um segredo.

“Fazer fofoca eleva os níveis dos chamados hormônios positivos, como serotonina, o que faz diminuir o stress a ansiedade”, diz o psicólogo Colin Gill, um dos coordenadores do estudo. “Quando fofocamos, estamos depositando interesse no que a outra pessoa tem a dizer e vice-versa. Com isso, criamos laços que, consequentemente, nos fazem sentir felizes. Isso provoca a liberação desses hormônios.”

Falar da vida dos outros é um hábito que vem desde os tempos da caverna e continua tão necessário hoje para a troca de informações sociais quanto era então. “É também uma maneira de saber qual o comportamento e quais os hábitos que são aceitos e comuns e cada sociedade”, diz Gill. “Se alguém ergue a sobrancelha enquanto conta algo sobre alguém, você já sabe que o comportamento do qual ele se refere não é aceitável.”

Revista Marie Claire
 

XEQUE MATE

VÍDEO: Carlos Antonio declara pela 1ª vez publicamente apoio a Júnior Araújo; “é cancela fechada”

NO CALDEIRÃO POLÍTICO NA TV

Advogado fala da profissão, discute política e diz que Luciano Cartaxo é favorito nas eleições de 2018

EM CONTINÊNCIA AO SENHOR JESUS

Programa Em Continência ao Senhor Jesus com o Ministério de Louvor: Fonte de água da vida

SAÚDE MENTAL

VÍDEO: “Psicologia no Ar” reestreia na TV debatendo as dúvidas e estereótipos que os psicólogos carregam