header top bar

section content

Botafogo terá grupo encorpado na final da Taça Rio; restante descansa na Colômbia

O Barcelona de Guayaquil, próximo adversário, nunca foi campeão da Libertadores.

Por Priscila Belmont

15/04/2017 às 10h18

Atacante Sassá vai jogar o clássico contra o Vasco Foto: Vitor Silva / SSPress/Botafogo

O Botafogo terá um time alternativo na final da Taça Rio, domingo, contra o Vasco. No entanto, Jair Ventura poderá mandar a campo uma equipe encorpada, com, pelo menos, dois titulares e vários jogadores acostumados a jogar com a equipe principal. A dúvida, no entanto, só será desfeita pouco antes da decisão do segundo turno.

O Botafogo trouxe de volta da Colômbia apenas nove jogadores. Neste grupo, estão dois titulares da vitória pela Libertadores: os meio-campistas João Paulo e Bruno Silva. Além deles, Sassá, Fernandes e Guilherme, autor do segundo gol, também retornaram ao Rio. Os três entraram no decorrer do jogo da última quinta-feira.

Resta saber qual o planejamento de Jair Ventura para os dois titulares que vieram ao Brasil: colocá-los de início para dar mais peso ao time ou mantê-los no banco para evitar um desgaste ainda maior.
O grupo que será relacionado para o jogo só ficará completo hoje, véspera da partida.

É quando se reúnem, pela primeira vez, os nove jogadores que voltaram ontem de Medellín e os reservas que permaneceram treinando no Rio. Uma outra parte do elenco vai viajar direto da Colômbia para o Equador, onde o Botafogo joga com o Barcelona, em Guayaquil, na próxima quinta-feira, pela terceira rodada da fase de grupos da Libertadores.

Caso escolha usar o que tem de melhor à disposição, Jair poderia mandar a campo um time com Hélton Leite, Fernandes, Igor Rabello, Renan Fonseca e Gilson; Bruno Silva, João Paulo, Matheus Fernandes e Leandrinho; Guilherme e Sassá.

— Foi importante a divisão do grupo. A gente treina sabendo que a oportunidade vai aparecer — disse o volante Matheus Fernandes, que ficou treinando no Rio e não foi à Colômbia. Ele volta de lesão e deve ser titular.

O meia exaltou a atuação do time titular contra o Atlético Nacional.

— Ainda não tive contato com quem jogou, mas fiquei muito nervoso em casa. Às vezes, faço até o movimento do chute — contou Matheus.

Recuperação é prioridade na Colômbia

O grupo de jogadores do Botafogo que ficou na Colômbia tem uma prioridade: a recuperação física para o jogo com o Barcelona de Guyaquil, no Equador, na próxima quinta-feira. Ontem mesmo, ainda em Medellín, o atacante Rodrigo Pimpão, que deixou o jogo com lesão muscular, e o lateral Victor Luís, que também sentiu dores, iniciaram o tratamento.

O objetivo de não submeter todo o elenco a uma longa viagem ao Rio para a final da Taça Rio foi, justamente, ter parte importante do grupo em boas condições para a sequência da Libertadores.

Já o zagueiro Emerson, que voltou ao time após longo afastamento por questões contratuais, celebrou a atuação contra o Atlético Nacional. Para ele, foi um começo tardio de temporada.

— Esperei muito pela volta e estou feliz. Treinei sem desanimar todo este tempo — afirmou ele, que jogou como lateral em Medellín.

O exterminador de campeões na Libertadores

A campanha do Botafogo vai fazendo a fama do time. Depois de eliminar os tradicionais Colo-Colo (CHI) e Olímpia (PAR) e vencer na fase de grupos os argentinos do Estudiantes e, anteontem, os colombianos, atuais campeões, do Atlético Nacional, a equipe chamou a atenção.

“Botafogo, nesta edição da Copa Libertadores, soube vencer quatro campeões”, postou a Conmebol em uma rede social Somados, os quatro times já derrotados pelo Botafogo até aqui acumulam dez títulos da competição.

— Legal demais, estou muito feliz, mas agora é descansar. Vamos manter os pés no chão porque ainda não conquistamos nada — comentou o meia Camilo.

O Barcelona de Guayaquil, próximo adversário, nunca foi campeão da Libertadores, mas já chegou na final duas vezes, em 1990, derrota para o Olímpia, e em 1998, quando perdeu para o Vasco.

Extra

CACHOEIRA DOS ÍNDIOS

VÍDEO: Ex-prefeito rompe o silêncio, fala de derrota e lamenta promessa não cumprida de atual gestor

ENTREVISTA

VÍDEO: Do vício em jogo à fama, ‘Rei das Tapiocas’ de Cajazeiras conta trajetória no programa Xeque-Mate

MARIA CALADO NA TV

Programa Maria calado na TV recebe os Quentes da Pegada da cidade de São João do Rio do Peixe

EM CONTINÊNCIA AO SENHOR JESUS

Programa Em Continência ao Senhor Jesus com a participação do Sargento Souza e Marcos Alan