header top bar

section content

Garota de Bonito de Santa Fé dá show em partida de futebol e encanta torcedores

A garota Waleska, de 14 anos, promete ser a grande revelação da Paraíba no futebol feminino. Com muita ginga no pé, a menina desde sua infância tem o sonho de ser uma atleta profissional.

Por

19/04/2009 às 23h10

A rainha das embaixadinhas no sertão, Waleska Tomaz, de Bonito de Santa Fé, é a única menina no time de futebol infantil da cidade. Talentosa, personalidade forte, determinada, ela se impõe e conquista seu espaço: "É justamente à possibilidade de realizar um sonho que torna a vida interessante."

A garota Waleska, de 14 anos, promete ser a grande revelação da Paraíba no futebol feminino. Com muita ginga no pé, a menina desde sua infância tem o sonho de ser uma atleta profissional.

Waleska diz se inspirar na melhor jogadora do mundo, a nordestina "Marta". Waleska é torcedora do Flamengo e tem no goleiro Bruno seu grande ídolo do futebol brasileiro.

Desde de criança o pai da pequena e sonhadora atleta Walesca, afirma que descobriu na filha um talento diferenciado no futebol. Waldir Tomaz disse "quando viu a minha filha jogando com os meninos pela primeira vez, nem acreditei que fosse a minha pequena Waleska. A gente nem levou fé. Depois, descobrimos que era verdade", afirmou o pai da menina.

“Marta do sertão”

src=http://www.diariodosertao.com.br/artigos/sendtmp/20090419104541/destaque/jogadora_bonito.jpg As bonecas de Waleka ficavam nas caixas. Desde cedo, a menina queria outro brinquedo, a bola. A família estranhou, afinal, em Bonito de Santa Fé, no interior da Paraíba, não havia se quer uma mulher que gostasse de jogar futebol. Agora, com 14 anos, a bonitense busca uma chance de mostrar seu talento em um clube de futebol feminino, pois até hoje Waleska só jogou entre os meninos de sua idade e até mais velhos, sendo destaque em todas as partidas que disputa.

Waleska diz que na pequena cidade de Bonito de Santa Fé, localizada no oeste da Paraíba nunca teve incentivo, só agora que a prefeita Audery Cajú garantiu apoiá-la no seu sonho.

“Sou uma atleta de velocidade e tenho habilidade. Algumas pessoas me comparam com a Marta, mas eu não tenho tanta habilidade como ela" diz a menina com entusiasmo.

Para Waleska o seu sonho de jogar profissional ainda será realizado, o que falta é apenas uma oportunidade de mostrar seu futebol em uma outra praça de esporte. Com todas as suas credenciais, deve ser uma questão de tempo.

JOSELITO FEITOSA
Da Redação do Diário do Sertão

XEQUE-MATE

VÍDEO: Vereador de Cajazeiras e educadores esclarecem polêmicas sobre a identidade de gênero nas escolas

DIÁRIO ESPORTIVO

Tudo sobre as novas contratações e a preparação dos times para o Campeonato Paraibano 2018

PSICOLOGIA NO AR

VÍDEO: Psicólogos debatem comportamento do ‘stalker’ nas redes sociais e quando o amor se torna obsessão

EM CONTINÊNCIA AO SENHOR JESUS

Programa: Em Continência ao Senhor Jesus com os membros da Igreja Batista Independente