header top bar

section content

Novo laudo do Corpo de Bombeiros confirma irregularidades no Estádio Marizão

A pedido do Ministério Público, em janeiro deste ano foi realizada pelo Corpo de Bombeiros de Sousa uma vistoria no Estádio Antônio Mariz onde foram detectadas algumas irregularidades...

Por

16/02/2009 às 23h03

O comandante da Unidade do Corpo de Bombeiros da cidade de Sousa, Capitão Jean Vieira tinha razão. É o que diz em outras palavras o também capitão do Corpo de Bombeiros Fábio Santos, da unidade de Campina Grande sobre a redução do número de torcedores recentemente limitado em 2.500.

A pedido do Ministério Público, em janeiro deste ano foi realizada pelo Corpo de Bombeiros de Sousa uma vistoria no Estádio Antônio Mariz onde foram detectadas algumas irregularidades que iam de encontro a segurança dos torcedores, principalmente no sistema de proteção e combate a incêndio e pânico.

O laudo emitido pelo Capitão Jean apontava ausência de pára-raios na torre de iluminação, extintores de incêndio e corrimão nas escadas de acesso as cabines e cadeiras. O documento concluiu também que as instalações elétricas estão danificadas e as rampas de acesso para deficientes físicos são inadequadas e a presença de mato nas áreas das “arquibancadas sol”.

Ainda de acordo com a perícia, os pontos mais graves e que merecem providências urgentes por parte da administração do estádio são a necessidade de aumentar as saídas de emergência, bem como dotá-las de iluminação. Segundo o Corpo de Bombeiros, na atual situação em que se encontra as saídas de emergência (14 metros) há uma obrigação de aumentá-las para 35 metros.

O que mais preocupa é que em caso de algum incidente não há espaço nas saídas de emergência para que em dias de estádio lotados todos os torcedores saiam sem riscos. Por isso a obrigação de estabelecer a acomodação de aproximadamente 2.500 pessoas no estádio em dias de jogos.

Novo laudo
Estes dados foram contestados pela direção do Sousa Esporte Clube. Por esta razão, a Federação Paraibana de Futebol pediu um novo laudo que foi elaborado em Campina Grande pelo Capitão Fábio Santos.

O oficial campinense na conclusão do seu relatório diz textualmente que o “Estádio Municipal Governador Antônio Mariz, o Marizão necessita realizar as exigências solicitadas em laudo de vistoria técnica para que possa atingir as condições mínimas de segurança, no que tange o sistema de proteção e combate a incêndio e pânico.

LEVI DANTAS
Da redação do Diário do Sertão

DA REGIÃO DE CAJAZEIRAS

VÍDEO: Do assassinato do pai ao sucesso na política, prefeito conta trajetória de superação no Interview

'AULÃO SOLIDÁRIO'

VÍDEO: Ordem DeMolay de Cajazeiras promove aulão gratuito preparatório para o ENEM; veja como participar

ENTRETENIMENTO

Maria Calado na TV com os integrantes do espetáculo “Trinca mas não quebra” e o cantor Lucas Soares

ALÍVIO

VÍDEO: Presidente da OAB de Cajazeiras afirma que a Comarca de Bonito de Santa Fé não será mais fechada