header top bar

section content

Vasco perde seis pontos na Taça GB

Com isso, o time sai da briga pelo título da Taça Guanabara.

Por

12/02/2009 às 22h08

A torcida cruzmaltina vive novo momento dramático. Julgado nesta quinta-feira (12), o Vasco foi punido com a perda de seis pontos e multa de R$ 5mil, por quatro votos a um, pela Quarta Comissão Disciplinar do Tribunal de Justiça Desportiva do Rio de Janeiro (TJD/RJ).

Com isso, o time sai da briga pelo título da Taça Guanabara. O Gigante da Colina foi denunciado pela escalação irregular do meia Jéferson. O clube recorrerá da decisão e o novo julgamento deve acontecer na próxima terça-feira, dia 17.

De líder do Grupo A da Taça Guanabara, o Vasco agora precisa tomar cuidado com a zona de rebaixamento. Após a perda dos seis pontos, o time comandado por Dorival Jr. agora soma apenas cinco, e ocupa um dos últimos lugares na tabela. O clube perdeu apenas os pontos, sendo mantido todos os outros números da equipe, como vitórias e saldo de gols. O próximo compromisso da equipe é no domingo, dia 15, contra o Madureira, às 16h, no Engenhão.

Em seu depoimento, a Procuradoria pediu a punição do clube, entendendo que o jogador não estava regularizado no Boletim Informativo de Registro de Atletas (Bira) da Federação de Futebol do Estado do Rio de Janeiro (Ferj) no dia do jogo. "O Bira é publicado de segunda a sexta-feira, e nos finais de semana a Federação está fechada. O Regulamento da competição deve ser respeitado", alegou o Procurador do TJD/RJ, Dr. José Flores.

Terceiro Interessado no processo, o Fluminense se fez presente pelo advogado Dr. Mário Bittencourt, que pediu a punição do Vasco enfatizando a irregularidade da escalação de Jéferson. Na ocasião, o defensor chegou a compará-la com uma eventual escalação do atacante Fred, que está chegando nas Laranjeiras. "Poderíamos conseguir uma liminar, então, na próxima sexta-feira, para que o Fred pudesse jogar no fim de semana, independente do Bira", disse.

A defesa, por sua vez, liderada pelo advogado Dr. Luiz Américo, destacou, entre outras coisas, que a escalação de Jéferson não interferiu em nada no resultado da partida em questão, uma vez que ela foi vencida por 2 a 0 pelo Americano. Além disso, alegou que o clube de Campos não se manifestou a respeito.

Entenda o caso: O Vasco foi denunciado no artigo 214 (incluir na equipe ou fazer constar da súmula ou documento equivalente, atleta que não tenha condição legal de participar de partida, prova ou equivalente) do Código Brasileiro de Justiça Desportiva (CBJD), cuja pena prevista é a perda do dobro do número de pontos previstos no regulamento da competição para o caso de vitória e multa de R$ 1mil a R$ 10mil.

O clube conseguiu uma liminar suspendendo o mandado de segurança obtido pelo Brasiliense que cancelou o contrato do jogador. O clube, então, enviou um fax para a Federação no próprio dia do jogo contra o Americano, 24 de janeiro, por volta das 16h, mas, como não havia expediente, o documento não foi recebido e o nome do atleta permaneceu sob pendência no Bira na hora da partida. Por isso, o Procurador optou por fazer a denúncia.

Jéferson havia sido registrado pelo Vasco para a disputa da competição. Porém, o Brasiliense – clube do qual se desligou em 2005 alegando o não depósito do fundo de garantia – conseguiu um mandado de segurança cancelando o seu contrato com o Gigante da Colina. O Vasco, então, conseguiu uma liminar no dia 23 de janeiro e reativou o vínculo com o jogador contratado.

Fonte:  Uol

ENTREVISTA

VÍDEO: Programa Psicologia no Ar recebe professor doutor de Cajazeiras pra falar sobre Psicologia Social

INTERVIEW

VÍDEO: Autor do filme “Memória Bendita” fala sobre os desafios de promover cultura na região de Sousa

EM CONTINÊNCIA AO SENHOR JESUS

Programa: Em Continência ao Senhor Jesus com os membros da Igreja Fonte de Água da Vida

MARIA CALADO NA TV

Maria Calado na TV recebe diretamente do Rio Grande do Norte, Fábio Carvalho; CONFIRA!