header top bar

section content

Três grandes times de futebol se unem contra cobrança altissima de impostos

Presidentes de São Paulo, Palmeiras e Corinthians se reuniram para debater cobrança de R$ 300 milhões de ISS por parte da Prefeitura

Por Campelo - Diário do Sertão em Sousa

19/02/2016 às 12h53

Paulo Nobre, presidente do Palmeiras (Foto: Leandro Martins/FramePhoto/Folhapress)

Apesar de rivais em campo, Corinthians, Palmeiras e São Paulo se uniram contra a Prefeitura de São Paulo. Os presidentes Roberto de Andrade, Paulo Nobre e Carlos Augusto Barros e Silva, o Leco, respectivamente, estiveram reunidos na Academia de Futebol, informou a Rádio Bradesco Esportes FM, para debater como impedir a cobrança de R$ 300 milhões, por parte do prefeito Fernando Haddad, em impostos não recolhidos entre 2010 e 2014.

Os débitos se referem ao não pagamento de ISS (Imposto sobre Serviços), sobre operações de venda de ingresos e cota de patrocínios, por exemplo.

No encontro, Nobre deu uma série de sugestões sobre pagamento de impostos atrasados, segundo informações do programa De Primeira. O grupo tenta o apoio de vereadores para obter a anistia dos débitos.

Os mandatários também discutiram outros assuntos como: mercado de contratações, teto salarial e dificuldade de negociações com emissoras de televisão.

Em outra demonstração de união entre os rivais, o ex-presidente do Corinthians, Andrés Sanchez, declarou apoiou o Palmeiras em briga com a Conmebol por causa das placas no Allianz Parque.

Band

CACHOEIRA DOS ÍNDIOS

VÍDEO: Ex-prefeito rompe o silêncio, fala de derrota e lamenta promessa não cumprida de atual gestor

ENTREVISTA

VÍDEO: Do vício em jogo à fama, ‘Rei das Tapiocas’ de Cajazeiras conta trajetória no programa Xeque-Mate

MARIA CALADO NA TV

Programa Maria calado na TV recebe os Quentes da Pegada da cidade de São João do Rio do Peixe

EM CONTINÊNCIA AO SENHOR JESUS

Programa Em Continência ao Senhor Jesus com a participação do Sargento Souza e Marcos Alan