header top bar

section content

Treinador do Botafogo-PB tem celular furtado do banco de reservas em jogo

Schülle deixou o aparelho no banco de reservas enquanto reclamava com o árbitro no centro do campo.

Por Luzia de Sousa

21/03/2016 às 15h31

Itamar Schülle acabou o jogo sem vitória e sem celular (Foto: Amauri Aquino / GloboEsporte.com)

Conhecido como Clássico Emoção, a partida entre Botafogo-PB e Campinense não foi lá muito emocionante dentro de campo. Terminou empatada por 0 a 0, foi marcada pela falta de criatividade e poucos lances de gol. Mas sobrou polêmica, reclamação contra a arbitragem, gols anulados, brigas, expulsões e até mesmo furto. Isto mesmo! O celular do treinador do Belo foi furtado do banco de reservas do clube e Itamar Schülle acabou precisando ir à delegacia após a partida para fazer um boletim de ocorrência.

O fato aconteceu no final do jogo deste domingo, no Estádio Almeidão, em João Pessoa, quando o técnico deixou o aparelho no banco de reservas e foi ao centro do campo reclamar com a arbitragem. Ao retornar, não encontrou mais o telefone.

Ele explicou depois que ligou algumas vezes para o próprio telefone. Nas primeiras vezes, alguém atendia, mas não falava nada. Depois, o telefone foi desligado e as ligações começaram a cair na caixa postal. Foi quando Schülle resolveu fazer um boletim de ocorrência após sair do estádio.

Diretor executivo do clube pessoense, Giovane Martineli aproveitou o ocorrido para reclamar da arbitragem e do rival Campinense. Inicialmente, ele postou uma foto numa rede social dizendo de forma genérica que “o clássico terminou no DP”. Depois, ao ser questionado pela reportagem sobre os motivos que o levaram à delegacia, ele respondeu: Poderia ser contra o árbitro, que anulou dois gols nossos. Ou contra o goleiro Glédson, que agrediu Gamarra, mas foi pelo celular de Itamar que foi furtado”.

Os tais gols aconteceram nos primeiros 25 minutos de jogo. No primeiro lance, Müller Fernandes acertou uma bela bicicleta. No segundo, Plínio meteu de cabeça. Em ambos os casos, o auxiliar anotou impedimento, o que gerou reclamações pelo lado do Belo.

Na manhã desta segunda-feira, o diretor executivo do Belo, Giovane Martineli, contou que o treinador fez um boletim de ocorrência para tentar rastrear o celular.

– Estamos tentando encontrar. Até porque a perda vai além da questão de valor, tem os contatos, alguns dados pessoais. Por isso, nós gostaríamos de pedir a quem encontrou, que por favor devolva – apelou Martineli.

Globo Esporte

ALÍVIO

VÍDEO: Presidente da OAB de Cajazeiras afirma que a Comarca de Bonito de Santa Fé não será mais fechada

EM CONTINÊNCIA AO SENHOR JESUS

Programa com a participação dos membros da Igreja Rei dos Reis

CADASTRAMENTO

VÍDEO: Prazo final para biometria na região de Catolé do Rocha é antecipado, e Justiça alerta eleitores

MITO DA INTERNET

VÍDEO: Fenômeno Gleyfy Brauly bate recorde de audiência no Xeque-Mate e canta sucessos no ‘imbromation’