header top bar

section content

Tocha olímpica chega ao Brasil, e em sua passagem por Brasília causa protestos e manifestações

Bicampeã olímpica, a jogadora de vôlei Fabiana recebeu o objeto das mãos da presidente Dilma Rousseff

Por Campelo - Diário do Sertão em Sousa

03/05/2016 às 14h31

Manifestantes a favor do impeachment de Dilma durante revezamento da tocha em Brasília (Foto: Antonio Cruz/Agência Brasil)

Já começou o revezamento da tocha olímpica pelo Brasil. O símbolo da Olimpíada foi aceso pela presidente Dilma Rousseff, nesta terça-feira, em Brasília e, na sequência, foi repassado à bicampeã olímpica Fabiana Claudino, central da Seleção feminina de vôlei, a primeira pessoa a carregar a tocha no país (assista abaixo). A passagem da tocha também ganhou tom político, já que manifestantes aproveitaram o momento para apoiar ou criticar a presidente.

Vinda da Grécia, a chama desembarcou no aeroporto do Distrito Federal por volta das 7h25 desta terça. Coube a Carlos Arthur Nuzman, presidente do Comitê Rio-2016, a honraria carregá-la ao descer do avião que foi fretado para a ocasião.

Antes do acendimento da tocha, houve discursos no Palácio do Planalto. Falaram o nadador Thiago Pereira, Nuzman, o ministro do Esporte Ricardo Leyser, o governado do DF Rodrigo Rollemberg e a presidente Dilma Rousseff. Em seu discurso, Dilma garantiu que o momento político do país não prejudicará os Jogos.

“Sabemos as dificuldades políticas que existem em nosso país hoje. Conhecemos a instabilidade política, mas o Brasil será capaz de, mesmo convivendo com período difícil, muito difícil, verdadeiramente crítico da nossa história e da nossa democracia, conviver porque criamos todas as condições para isso”, afirmou a presidente.

Fabiana recebeu a tocha das mãos de Dilma
(Foto: Ueslei Marcelino/Reuters)

Em seguida, Dilma acendeu a tocha e passou para Fabiana. A central é a primeira dos 12 mil condutores que segurarão o símbolo nos 95 dias de revezamento. Durante o percurso de Fabiana, manifestantes contra e a favor do governo a acompanharam com cartazes de cunho político. Um grupo levou faixas com mensagens em inglês, para atrair atenção da imprensa internacional.
Nesta terça, outras personalidades do esporte como a também jogadora Paula Pequeno, o maratonista Vanderlei Cordeiro de Lima, o surfista Gabriel Medina e o ginasta Ângelo Assunção tiveram a oportunidade de transportar o objeto pela capital do Brasil.

Durante estes 95 dias, a tocha passará por 327 cidades do país até 5 de agosto, data da Cerimônia de Abertura dos Jogos Olímpicos de 2016, no Maracanã. As próximas paradas os municípios goianos de Corumbá de Goiás, Pirenópolis e Anápolis, que receberão a tocha nesta quarta-feira. Os cantores Zezé di Camargo e Luciano estão entre os 81 condutores deste segundo dia de revezamento.

Band

CACHOEIRA DOS ÍNDIOS

VÍDEO: Ex-prefeito rompe o silêncio, fala de derrota e lamenta promessa não cumprida de atual gestor

ENTREVISTA

VÍDEO: Do vício em jogo à fama, ‘Rei das Tapiocas’ de Cajazeiras conta trajetória no programa Xeque-Mate

MARIA CALADO NA TV

Programa Maria calado na TV recebe os Quentes da Pegada da cidade de São João do Rio do Peixe

EM CONTINÊNCIA AO SENHOR JESUS

Programa Em Continência ao Senhor Jesus com a participação do Sargento Souza e Marcos Alan