header top bar

section content

Vitor Belfort sugere que fãs contribuam para financiar seus treinamentos

Atleta diz que seria uma forma de torcedores participarem de sua preparação: "Tenho um milhão e 400 mil seguidores no Twitter. Imagine se cada um desse um dólar?"

Por Campelo - Diário do Sertão em Sousa

12/05/2016 às 08h51

Vitor Belfort promete externar os gastos relativos aos treinamentos para o UFC 198, previsto para este sábado (Foto: Jason Silva)

Vitor Belfort costuma se definir como um visionário. O peso-médio do UFC, que luta desde que o esporte ainda era chamado de Vale-Tudo, previa o sucesso da modalidade no Brasil, bem como a realização de um evento num estádio de futebol há anos. Em princípio, as ideias são tratadas com estranheza – até que vão se moldando e se transformando em realidade. Inovador, o “Fenômeno” promete colocar os gastos que teve para o camp para a luta deste sábado, contra Ronaldo Jacaré, pelo UFC 198, em Curitiba, à disposição do público na internet com o intuito de que os fãs colaborem com a quantia desejada para ajudá-lo.

Em entrevista, Vitor Belfort cita as campanhas políticas milionárias feitas na corrida presidencial dos Estados Unidos para explicar a ideia. Ele espera que, assim como no futebol pagam-se programas de sócio-torcedor, seus fãs poderia fazer algo do gênero.

– Se o Donald Trump precisa levantar dinheiro para fazer campanha, um cara que tem 10 bilhões de dólares, eu vou mostrar o quanto eu gasto em um camp, botar isso na internet e vou dar a opção de as pessoas apoiarem. Famílias, crianças… Quem quiser contribuir para o meu treinamento… A pessoa que é fã do Vitor Belfort, poderá ajudar como um sócio-torcedor. É uma forma de as pessoas poderem falar: “Eu fiz parte disso”. Acredito muito no investimento. A contribuição é muito importante. Se um presidente como Trump, Hillary Clinton, precisam arrecadar para gastar com marketing… Vou mostrar quanto preciso e quanto gasto. Vou abrir mesmo, acho justo. Quando você vai na igreja e dá seu dízimo, o mais honesto é o cara mostrar os números. O importante é ser claro, ser aberto. Se você for claro, as pessoas querem contribuir. Eu tenho um milhão e 400 mil seguidores no Twitter. Imagine se cada um desse um dólar, quanto eu teria? Não custa nada, é a maneira de o cara participar da sua vida. Quem não tem um dólar para doar? Você consegue fazer disso um negócio e ajudar mais atletas. Enfim, um cara que você dá dinheiro na mão e sabe fazer, dá certo. Eu tenho visão para fazer isso acontecer.

Embora acredite que a contrapartida seja ajudar, Vitor Belfort acredita que é possível colocar outros benefícios aos torcedores que poderão apoiá-lo, caso a ideia vire realidade.

Vitor Belfort (Foto: Jason Silva)

Brasileiro sugere encontros e palestras com os fãs que se interessarem em ajudá-lo (Foto: Jason Silva)

– Você pode fazer jantares, encontros, palestras. O torcedor, o dono do clube, tem acesso a ingresso. Eu tenho que comprar ingresso para dar aos meus amigos. Muitas pessoas falam: “O Vitor só me deu o ingresso”. Mas paguei uma fortuna por esse ingresso. Quem me dera poder dar desconto, deixar as pessoas entrarem. Mas só para você poder dar um show para eles, que contribuíram para isso… O cara é seu fã, você vai estar se doando para essas pessoas. Mas dá para criar várias maneiras de se encontrar com essas pessoas.

Incomodado com a atual situação dos lutadores, Vitor Belfort fez uma analogia com outras áreas e espera que haja melhores condições para os atletas de MMA em um futuro próximo.

– No futebol existe infraestrutura para o atleta, no MMA, não. Não tem aposentadoria, nem salário mensal e nem plano de saúde. O nosso plano temos que pagar para usar, acho que cinco mil dólares. Não existe algo para o atleta. Vejo como um show, mas a Britney Spears ganha com ingresso, ela vende produtos. A gente é como um gladiador moderno e, por trás desse entretenimento, não tem infraestrutura para quem está começando, para quem está no meio da carreira ou no ápice.

O UFC 198, neste sábado, está previsto para começar às 19h (horário de Brasília), com a primeira luta do card preliminar. O Combate.com fará a transmissão em tempo real do UFC 198 com todos os detalhes, e o Combate transmitirá todas as lutas ao vivo.

UFC 198
14 de maio de 2016, em Curitiba (PR)
CARD PRINCIPAL (a partir de 23h de Brasília):
Peso-pesado: Fabricio Werdum x Stipe Miocic
Peso-médio: Ronaldo Jacaré x Vitor Belfort
Peso-casado (até 63,5kg): Cris Cyborg x Leslie Smith
Peso-meio-pesado: Mauricio Shogun x Corey Anderson
Peso-meio-médio: Warlley Alves x Bryan Barberena
CARD PRELIMINAR (a partir de 19h de Brasília):
Peso-meio-médio: Demian Maia x Matt Brown
Peso-médio: Thiago Marreta x Nate Marquardt
Peso-galo: John Lineker x Rob Font
Peso-meio-pesado: Rogério Minotouro x Patrick Cummins
Peso-leve: Francisco Massaranduba x Yancy Medeiros
Peso-meio-médio: Serginho Moraes x Luan Chagas
Peso-pena: Renato Moicano x Zubaira Tukhugov

CALDEIRÃO POLÍTICO

VÍDEO: Aliado releva que dois vereadores de oposição estão rasgando elogios ao prefeito Airton Pires

DIÁRIO ESPORTIVO

Diário Esportivo recebe o professor Sérgio Cunha divulgando o IV Open paraibano de Karatê; Confira!

CASA NOVA

Locutor esportivo troca de emissora de rádio em Cajazeiras e revela mágoa: “Tomei uma pancada violenta”

NOVIDADES

VÍDEO: Novo padre da Paróquia São João Bosco confirma que pretende revitalizar a Praça Camilo de Holanda