header top bar

section content

Sem Tite, Corinthians começa busca por novo treinador; veja as opções da diretoria

Oswaldo, Abel, Dorival, Diniz, Eduardo...Timão avalia vários nomes do mercado nacional e espera encontrar substituto para Tite até sexta-feira, no máximo...

Por Campelo - Diário do Sertão em Sousa

16/06/2016 às 10h07

Corinthians em busca de um novo técnico

O Corinthians começa nesta quinta-feira a escolher quem será seu novo treinador. O fim repentino da era Tite fez a diretoria do Timão se apressar para encontrar um substituto que possa comandar a equipe já no domingo, contra o Botafogo, em Itaquera, pelo Brasileirão. Muitos nomes estão sendo especulados nos bastidores do clube, mas alguns deles começam a ganhar mais força.

Oswaldo de Oliveira, do Sport, aparece como o mais cotado neste momento. Alguns motivos o colocam em vantagem. O técnico tem boa relação com o presidente Roberto de Andrade, fã do trabalho dele. Internamente, o técnico conta com o apoio de integrantes da comissão técnica permanente, como o preparador físico Fábio Mahseredjian, muito próximo dele.

Pessoas ligadas a Oswaldo relataram que dirigentes corintianos fizeram um contato preliminar e que o técnico se mostrou disposto a trocar de equipe – a diretoria não confirma que procurou o treinador. Ele não vive bom momento desde que chegou a Pernambuco e agora teria a oportunidade de retornar ao clube pelo qual conquistou o Mundial de Clubes de 2000.

Outro “medalhão” bem avaliado pelos dirigentes é Abel Braga. A negociação, porém, esbarra no assédio do Flamengo nos últimos dias. Sempre muito elogiado por Tite, o treinador está desempregado, mas ainda tem contrato em vigor com o Al-Jazira, dos Emirados Árabes, até 1º de julho. Para apresentá-lo imediatamente, o Timão teria de pagar uma multa aos árabes, algo pouco provável que aconteça.

Dorival Júnior também teve o nome cogitado no CT Joaquim Grava em alguns momentos. A direção avalia como improvável qualquer conversa, já que o técnico faz bom trabalho no Santos e muito provavelmente não aceitaria deixar o clube para assumir um rival.

Apesar dos elogios na entrevista coletiva de quarta-feira, dirigentes corintianos acreditam que dificilmente o presidente Roberto de Andrade vai investir em um treinador novato. Fernando Diniz, do Oeste, é constantemente citado por torcedores nas redes sociais, sobretudo depois da ótima campanha no Paulistão com o Audax.

Eduardo Baptista, da Ponte Preta, se encaixa no mesmo perfil. Preparador físico na campanha do rebaixamento do Corinthians para a Série B, em 2007, ele é muito próximo do ex-presidente Andrés Sanchez. Tanto ele quanto Diniz já manifestaram que não pretendem deixar seus clubes neste momento. Sylvinho, ex-lateral-esquerdo e atual auxiliar da Inter de Milão, corre por fora.

A tendência é que o Corinthians escolha um treinador com experiência para substituir o técnico mais vencedor da história do clube. Mais que isso, alguém que também sirva como referência para momentos de turbulência e pressão. Seja qual nome for, Roberto de Andrade tem pressa para anunciá-lo, no máximo, até sexta-feira.

GE

CALDEIRÃO POLÍTICO

VÍDEO: Aliado releva que dois vereadores de oposição estão rasgando elogios ao prefeito Airton Pires

DIÁRIO ESPORTIVO

Diário Esportivo recebe o professor Sérgio Cunha divulgando o IV Open paraibano de Karatê; Confira!

CASA NOVA

Locutor esportivo troca de emissora de rádio em Cajazeiras e revela mágoa: “Tomei uma pancada violenta”

NOVIDADES

VÍDEO: Novo padre da Paróquia São João Bosco confirma que pretende revitalizar a Praça Camilo de Holanda