header top bar

section content

Corinthians goleia o Flamengo por 4 a 0

Cássio segura, Romero faz 2 e Corinthians goleia Flamengo no Brasileiro

Por Campelo - Diário do Sertão em Sousa

04/07/2016 às 08h45

Romero disputa a bola com Rafael Vaz, em Itaquera (Foto: Gazeta Press)

Depois de um primeiro tempo inferior e com destaque para as defesas do goleiro Cássio, o Corinthians desencantou na etapa final e goleou o Flamengo por 4 a 0, na Arena de Itaquera, neste domingo, pela 13ª rodada do Campeonato Brasileiro.

O destaque do duelo foi o paraguaio Romero, autor de dois gols e de uma assitência, enquanto o peruano Guerrero voltou a decepcionar no reencontro contra o ex-clube. O artilheiro flamenguista levou um chapéu de Bruno Henrique e foi vaiado.

O resultado representou a terceira vitória consecuiva no campeonato (antes bateu Santa Cruz e América-MG) e igualou o líder do campeonato, o Palmeiras, em pontos: 25. Mas o time alvinegro tem dois gols a menos de saldo e por isso é o segundo colocado.

A equipe alviverde entrará em campo diante do Sport, em Recife, nesta segunda-feira. Já o Flamengo é o sétimo colocado, com 20 pontos.

Romero abriu o placar aos 14 minutos do segundo tempo, em lance iniciado em uma cobrança de escanteio. A defesa flamenguista tentou afastar a bola da área, mas falhou e ela acabou sobrando para Romero, na pequena área, desviar para o gol.

O segundo gol ocorreu aos 32 minutos com um vacilo do lateral esquerdo Jorge, que errou um passe no meio de campo e entregou a bola nos pés de Romero. O paraguaio avançou livre pelo campo de ataque e deu a bola de presente para o meia Guilherme ampliar.

Aos 34 minutos, Rildo aproveitou um rebote do goleiro Alex Muralha e fez o terceiro tento corintiano. Aos 43, Romero ampliou após passe de Rodriguinho.

O Corinthians volta a campo no próximo sábado para enfrentar a Chapecoense, na Arena Condá, em Chapecó, pela 14ª rodada do Brasileiro. O Flamengo jogará um dia depois. Fará o clássico contra o Atlético-MG, no estádio Mané Garrincha, em Brasília.

SENTIU O GOLPE

O Flamengo foi amplamente superior ao Corinthians no primeiro tempo, com 63% da posse de bola, ações no campo ofensivo e muitas chances de gols criadas.

O Corinthians limitou-se a defender, mas nem sempre bem. Foi graças a Cássio (leia mais abaixo) que salvou-se de sofrer gols. No ataque, o time não foi nem sombra do que ocorreu no segundo tempo, quando marcou quatro gols.

Aliás, o primeiro gol de Romero foi responsável por fazer o Flamengo desabar. O time rubro-negro sentiu o golpe, fraquejou na marcação e a equipe alvinegra deslanchou.

Foram quatro gols, mas poderiam ter sido mais não fosse Muralha.

GOLEIROS

O goleiro alvinegro fez boas defesas ao longo do primeiro tempo e foi o melhor jogador do time. Aos 14 minutos, salvou duas vezes em chutes de Cirino e Rafael Vaz a queima roupa.

Cássio voltou a demonstrar ótima forma aos 10 minutos do segundo tempo ao espalmar uma finalização bastante perigosa de Willian Arão. O volante entrou na área após tabelar com Guerrero e escolheu o canto certo do gol, mas o corintiano fez um milagre.

Não foi apenas o arqueiro alvinegro que fez boas defesas. Alex Muralha também justificou o apelido. O lance mais importante dele ocorreu aos 24 minutos, quando Romero lançou Marquinhos Gabriel no ataque. O meia chutou cruzado, com força, mas Muralha defendeu.

TRAVE

O Flamengo fez uma linda jogada aos 31 minutos do primeiro tempo. Guerrero prendeu a bola na área e tocou para Enderson, mais a esquerda, que bateu rasteiro e cruzado. A bola acertou a trave direita do Corinthians. No rebote, Alan Patrick chutou para fora.

VAIAS, CHAPÉU E OFENSAS

Guerrero reencontrou a torcida corintiana pela segunda vez após ter deixado o clube alvinegro e, assim como no duelo em outubro de 2015, o peruano foi vaiado.

O ritual começou assim que ele apareceu para se aquecer no gramado. Teve o segundo ato quando o peruano apareceu no gramado para se aquecer. Prosseguiu assim que os times pisaram no gramado e a cada instante que ele pegava na bola.

A galera corintiana ainda delirou quando Bruno Henrique deu um chapéu em Guerrero, aos 41 minutos do primeiro tempo.

O atacante ainda teve de suportar ofensas, com gritos de ‘mercenário’ e ‘Guerrero v…’.

MSN

CALDEIRÃO POLÍTICO

VÍDEO: Aliado releva que dois vereadores de oposição estão rasgando elogios ao prefeito Airton Pires

DIÁRIO ESPORTIVO

Diário Esportivo recebe o professor Sérgio Cunha divulgando o IV Open paraibano de Karatê; Confira!

CASA NOVA

Locutor esportivo troca de emissora de rádio em Cajazeiras e revela mágoa: “Tomei uma pancada violenta”

NOVIDADES

VÍDEO: Novo padre da Paróquia São João Bosco confirma que pretende revitalizar a Praça Camilo de Holanda