header top bar

section content

Tite observa seleção olímpica pensando nas Eliminatórias

Se a equipe que disputará os Jogos for bem, boa parte dos jogadores que se preparam atualmente na Granja Comary poderá se tornar presença constante na seleção principal

Por Campelo - Diário do Sertão em Sousa

22/07/2016 às 12h32

Tite convocou seleção brasileira com Diego, goleiro do Benfica e Diego Souza

A proximidade de Tite com a seleção olímpica tem outro objetivo, além do de colaborar com o técnico Rogério Micale. O treinador visa o próprio trabalho. Se a equipe que disputará os Jogos Olímpicos do Rio for bem-sucedida, uma boa parte dos 18 jogadores que se preparam atualmente na Granja Comary poderá se tornar presença constante na seleção principal. E já a partir das partidas de setembro pelas Eliminatórias Sul-Americanas para a Copa do Mundo de 2018, contra Equador e Colômbia.

Tite acompanhou o treino de quinta-feira da seleção olímpica e pretende se fazer presente outras vezes até o fim da participação dos Jogos do Rio – confirmou que irá assistir à estreia nos Jogos, dia 4 de agosto, contra a África do Sul, em Brasília. E vai manter um integrante da sua comissão técnica sempre perto do time de Micale. O auxiliar Cleber Xavier, por exemplo, estava na quinta em Teresópolis.

O treinador admitiu recorrer ao elenco olímpico a partir da primeira convocação, embora não tenha revelado em que escala. “O que posso afirmar é que farei o acompanhamento da performance dos atletas”, disse.

Ser bem-sucedido, esclareceu Tite, não é obrigatoriamente ganhar o ouro. Ele busca jogadores que sobressaiam tecnicamente, mas também demonstrem personalidade. Os “veteranos” Neymar, Fernando Prass e Renato Augusto de certa forma estão livres dessa prova. Mas jogadores como Gabriel Jesus, Gabriel, Rodrigo Caio, Douglas Santos, Walace e Felipe Anderson, e até Marquinhos e Rafinha Alcântara serão observados bem de perto por Tite.

Outro sinal de que o técnico conta com os olímpicos foi o pedido feito ao presidente da CBF, Marco Polo Del Nero, para que solicite à Fifa permissão para adiar a convocação que fará para os jogos das Eliminatórias de 15 para 22 de agosto. Isso porque ele espera que no dia 15 o time de Micale ainda esteja envolvido na disputa pela medalha de ouro – nesse caso jogaria em 17 de agosto pelas semifinais – e não quer atrapalhar a concentração dos atletas. A Fifa ainda não respondeu.

Um terceiro fator a favor da turma da Olimpíada é o pouco tempo para treinamentos que Tite terá na seleção principal. Antes do jogo de 1º de setembro contra o Equador, em Quito, serão apenas dois dias de preparação. Por isso, contar com uma base já entrosada é alternativa que está sendo estudada.

No entanto, a falta de experiência da garotada nas Eliminatórias está sendo considerada. Tite sabe ser necessário ter jogadores “cascudos'” no grupo. Por isso, irá nas próximas semanas à Europa e talvez aos Estados Unidos (onde haverá um torneio amistoso de pré-temporada com participação de vários times europeus que têm jogadores brasileiros) para observar potenciais convocados e buscar informações sobre a maneira como atuam em seus clubes. Pretende ver se eles se encaixam na filosofia que vai implantar.

Notícias ao Minuto Com informações do Estadão Conteúdo

A FAVOR DA REFORMA

Empresário diz que Justiça do Trabalho só penalizava os patrões e chama a CLT de ‘excrescência jurídica’

DA REGIÃO DE CAJAZEIRAS

VÍDEO: Do assassinato do pai ao sucesso na política, prefeito conta trajetória de superação no Interview

'AULÃO SOLIDÁRIO'

VÍDEO: Ordem DeMolay de Cajazeiras promove aulão gratuito preparatório para o ENEM; veja como participar

ENTRETENIMENTO

Maria Calado na TV com os integrantes do espetáculo “Trinca mas não quebra” e o cantor Lucas Soares