header top bar

section content

Sonnen revela que Bellator impôs multa de R$ 1,6 milhão para cada flagra no doping

E para o americano, esse motivo por si só já é um grande incentivo a não ser flagrado em um teste.

Por Campelo - Diário do Sertão em Sousa

20/09/2016 às 08h33

Chael Sonnen não luta desde novembro de 2013 (Foto: Evelyn Rodrigues)

Após fazer sua última apresentação no octógono em 2013, Chael Sonnen foi suspenso por dois anos depois de ter sido flagrado em múltiplos exames antidoping e, em julho passado, cumpriu o prazo de sua punição. Liberado para retornar aos cages, o polêmico lutador conseguiu a liberação do seu contrato com o UFC e assinou com o rival Bellator. E a companhia parece ter tomado precauções para que o americano se policie e não seja pego em qualquer teste da USADA (agência americana de controle antidopagem).

Sonnen revelou que o seu contrato com o Bellator lhe impõe uma multa de 500 mil dólares (cerca de R$ 1,6 milhão) e a perda de sua bolsa em caso de uma falha em qualquer exame antidoping. E para o americano, esse motivo por si só já é um grande incentivo a não ser flagrado em um teste.

“Nos termos do meu contrato com o Bellator, se eu falhar algum exame antidoping, perco 100% da minha bolsa e 500 mil dólares. Isso está escrito. Agora, eu entendo vocês que pensam que isso não é o mesmo que um teste limpo. Mas, isso quer dizer alguma coisa. Se você pensa que eu não li essa parte do contrato quando assinei, está enganado”, contou.

Consciente de que uma nova suspensão poderia acabar de vez com a sua carreira, Sonnen admitiu que errou quando fez uso de anabolizantes no passado. E o atleta garantiu que se arrepende do que fez.

“Se eu for flagrado pela USADA, o [Scott] Coker (presidente do Bellator) também não vai falar comigo. E eu entendo, eu estaria intoxicado. Não gosto das coisas que eu fiz. Me deixam envergonhado. Era um mundo diferente em um tempo diferente. Eu estava fora da linha e mereci ser suspenso. Cumpri meu tempo e posso te dizer que não vai acontecer de novo”, declarou.

Sem lutar desde novembro de 2013, quando foi nocauteado pelo ex-campeão Rashad Evans, Sonnen se junta ao time de ex-UFCs que atuam no Bellator como Benson Henderson, Rory MacDonald, Quinton ‘Rampage’ Jackson e Tito Ortiz. Aos 39 anos de idade, o americano coleciona na carreira um cartel com 28 vitórias, 14 derrotas e um empate.

Agfight

CALDEIRÃO POLÍTICO

VÍDEO: Aliado releva que dois vereadores de oposição estão rasgando elogios ao prefeito Airton Pires

DIÁRIO ESPORTIVO

Diário Esportivo recebe o professor Sérgio Cunha divulgando o IV Open paraibano de Karatê; Confira!

CASA NOVA

Locutor esportivo troca de emissora de rádio em Cajazeiras e revela mágoa: “Tomei uma pancada violenta”

NOVIDADES

VÍDEO: Novo padre da Paróquia São João Bosco confirma que pretende revitalizar a Praça Camilo de Holanda