Esportes
12/10/2016 às 18h16

postado por: C. Campelo

Tite atribui sequência positiva à força do grupo e não se ilude com a liderança

Com 21 pontos, Brasil ultrapassa o Uruguai e assume a ponta na corrida por uma vaga na Copa do Mundo da Rússia em 2018

Tite demonstra confiança (Foto: Pedro Martins / MoWA Press)

O cenário da seleção brasileira segue em constante mudança após a chegada do técnico Tite. Na última terça-feira, o resultado positivo foi diante da Venezuela, na vitória por 2 a 0. A equipe verde e amarela deixou a sexta colocação nas Eliminatórias da Copa e agora ocupa a liderança. Olhando para a boa sequência do Brasil, o técnico Tite afasta o mérito pela reação em campo e atribui o feito à força do grupo.

“Eu não ganhei, eu não refiz nada. Quem fez foi todo o grupo. Eu já passei da idade de receber elogios e individualizar situações que são coletivas. Falo sempre para os jogadores trabalharem bem na Seleção e voltarem bem para seus clubes. É dessa forma que vamos conseguir um futebol consistente. A Venezuela tem grande qualidade do meio para frente, com várias peças de reposição no banco. É enganosa a sua posição nas eliminatórias”, disse o comandante.

O próximo compromisso da Seleção será o clássico com a Argentina, no próximo dia 10 de novembro. O jogo será no Mineirão, palco da derrota para a Alemanha, por 7 a 1, na Copa do Mundo de 2014. Tite evitou falar sobre o adversário e reforçou que a liderança não torna a disputa mais fácil

“Não é porque estamos na liderança que a vaga está garantida. Dá confiança? Dá. Foi consistente de novo? Foi. Mas foi apenas mais um passo.”

Com 21 pontos, o Brasil deixou o Uruguai para trás e assumiu a liderança na briga por uma vaga na Copa do Mundo da Rússia em 2018. Após o empate com a Colômbia, por 2 a 2, a Celeste abandonou a ponta da classificação.

O Dia

Deixe seu comentário