header top bar

section content

Presidente diz confiar que Messi encerrará carreira no Barça

Contrato do argentino termina em junho de 2018

Por Estagiário

17/11/2016 às 08h00 • atualizado em 16/11/2016 às 18h45

© Estadao Conteudo

Com o contrato de Neymar renovado até meados de 2021, Messi virou o principal alvo das notícias especulativas da imprensa de Madri. Na segunda-feira, o jornal esportivo Marca, o principal do país, deu destaque para uma notícia de que o argentino teria avisado o Barcelona que não vai renovar seu contrato, que vence em junho de 2018.

Nesta quarta-feira, em evento de apresentação da Rakuten, líder do mercado de comércio eletrônico no Japão, como novo patrocinador master do clube, o presidente do Barcelona, Josep Maria Bartomeu, indicou que não se preocupa com o tema.

“Estamos convencidos de que Messi acabará sua vida esportiva no Barcelona, porque nos últimos anos nos levou a todo o êxito que alcançamos”, afirmou Bartomeu.

A publicação de tal especulação pelo Marca reacendeu a guerra entre os jornais de Barcelona e de Madri. Os catalães argumentam que a notícia surgiu como uma “vingança” ao fato de o clube e o argentino terem se negado a irem à premiação de gala do Marca, no fim de outubro.

À época, o Barcelona se irritou com o fato de o Marca, historicamente próximo ao Real Madrid, ter dado um prêmio de fair play esportivo a Javier Tebas, presidente da liga que organiza o Campeonato Espanhol, dias depois de o Barcelona anunciar o rompimento de relações com ele.

De acordo com o Sport, um dos jornais esportivos de Barcelona, Messi vai renovar normalmente. Na versão do diário, ele apenas adiou sua negociação à espera de ver seus companheiros garantirem que ficarão no clube. No Barça desde os 13 anos, Messi fica até completar ao menos 31. Com informações do Estadão Conteúdo.

Notícias ao Minuto

AO VIVO

Assista a programa da TV Diário do Sertão – AO VIVO

MENSAGEM DE ESPERANÇA

Programa Mensagem de Esperança com Sara Sheyla e Nelson Dantas

A FAVOR DA REFORMA

Empresário diz que Justiça do Trabalho só penalizava os patrões e chama a CLT de ‘excrescência jurídica’

DA REGIÃO DE CAJAZEIRAS

VÍDEO: Do assassinato do pai ao sucesso na política, prefeito conta trajetória de superação no Interview