Esportes
20/11/2016 às 08h30 • atualizado em 20/11/2016 às 12h30

postado por: Estagiário

Jornal Nacional da Globo destaca presença de campeã olímpica em jogos na PB. Vídeo!

A cidade de João Pessoa é a sede dos jogos escolares da juventude, são mais de quatro mil estudantes de 15 a 17 anos numa competição que costuma revelar atletas olímpicos

A cidade de João Pessoa é a sede dos jogos escolares da juventude, são mais de quatro mil estudantes de 15 a 17 anos numa competição que costuma revelar atletas olímpicos. Na disputa das modalidades individuais foram conquistadas 12 medalhas, sendo de ouro, prata e bronze. O vôlei de praia foi responsável por duas de ouro e uma de bronze, já as de pratas foram conquistadas na luta olímpica.

“Tem que ter muita maturidade porque chegou nos dezoito você não é mais criança, você está sendo preparado para entrar no profissional”, disse Leonardo Santana , ganhador de ouro no judô.

Leonardo fala com autoridade de quem aos 15 anos derruba adversários com dois anos mais velho para conquistar a medalha de ouro no judô.

Essa edição de jogos escolares da juventude para muitos meninos e meninas pode ser um início de um ciclo para olimpíada de Tóquio em 2020.

“Acho que eles estão no caminho certo, ouvi todo mundo com muita raça, querendo conquistar medalhas e sabe que os atletas que foram medalhistas hoje não estarão ao meu lado em Tóquio 2020”, relatou a campeã olímpica, Rafaela Silva.

Mateus Santana, da natação, precisou de quatro anos para trocar os jogos escolares pelos jogos olímpicos. Ele é uns dos cinco brasileiros que estava na edição de 2012 e disputaram a olimpíada no Rio desse ano.

“Naquela competição eu já tinha nome, por exemplo, o Breno Almeida, então os jogos escolares daquela época foi um celeiro para alguns atletas que começaram a participar da seleção brasileira alguns anos depois”, finalizou Matheus Santana, atleta olímpico.

DIÁRIO DO SERTÃO

Deixe seu comentário