header top bar

section content

Gols em amistosos acirram briga por vaga no ataque do Palmeiras

Eduardo Baptista tem a disposição nomes como Barrios, Willian e Alecsandro, além de Dudu

Por Ana Maria

31/01/2017 às 20h00 • atualizado em 31/01/2017 às 16h25

© Divulgação

Menos de uma semana para a estreia do Campeonato Paulista, o Palmeiras tem uma briga por posição que ainda não tem vencedor. Enquanto Eduardo Baptista começa dar mostras de quem serão seus titulares em diversas partes do time, para a referência no ataque, o comandante faz questão de manter o mistério.

A dúvida aumentou ainda mais após os últimos dois dias de trabalhos com a equipe paulista. No domingo, diante da Ponte Preta, Lucas Barrios fez o gol, deixou o jejum que vivia desde agosto de lado e saiu elogiado por sua presença de área no segundo tempo.

Minutos antes, na etapa inicial do mesmo jogo, Willian tinha deixado boa impressão pela sua movimentação. Eleito pelo técnico como uma opção para dar mais mobilidade ao ataque, ele criou boa oportunidade em saída rápida de Dudu.

De fora do campo, Alecsandro acompanhou tudo. Baptista optou por observar jogadores que ainda não tinha visto de perto e deixou o atacante fora da relação ao lado do jovem Hyoran.

Sabendo da pressão por mostrar algo, o atacante correspondeu no jogo-treino na manhã da segunda-feira. Não só fez o gol, como mostrou força em divididas em um jogo que passou longe da tranquilidade em termos de violência. Michel Bastos e Guerra sofreram faltas duras e não esconderam a irritação.

O venezuelano, aliás, também é cotado por Baptista em caso de necessidade. Segundo o treinador, o melhor jogador da Libertadores também pode atuar como falso 9, assim como Dudu. Essas opções, no entanto, aparecem apenas como alternativas de jogo.

Mais longe na briga está Erik. O atacante chegou a ser testado no amistoso contra a Chapecoense, mas não agradou. Rafael Marques, que já declarou que pretende atuar pelas pontas, é uma última opção para a posição de centro.

Contratar um 9 dominou o noticiário alviverde durante a pausa para férias. Lucas Pratto e Miguel Borja foram eleitos como prioridade, mas o alto preço pedido pelos respectivos clubes afastaram a possibilidade.

A pressão em Maurício Galiotte pela chegada de um craque para a posição ainda é grande nas alamedas do clube. Com informações da Folhapress.

Notícias ao Minuto

PROCESSO DE MIGRAÇÃO

Diretor regional na Paraíba tira todas as dúvidas sobre abertura de novas contas dos servidores estaduais no Bradesco

MENSAGEM DE ESPERANÇA

Programa Mensagem de Esperança com Sara Sheyla e Nelson Dantas

A FAVOR DA REFORMA

Empresário diz que Justiça do Trabalho só penalizava os patrões e chama a CLT de ‘excrescência jurídica’

DA REGIÃO DE CAJAZEIRAS

VÍDEO: Do assassinato do pai ao sucesso na política, prefeito conta trajetória de superação no Interview