header top bar

section content

Neymar vê vaga quase impossível e diz: “Nunca passei por essa situação”

Neymar vê vaga quase impossível e diz: "Nunca passei por essa situação"

Por Campelo - Diário do Sertão em Sousa

15/02/2017 às 08h31

Neymar falou com a imprensa após a derrota de goleada para o PSG em Paris

A feia e surpreendente derrota por 4 a 0 para o Paris Saint-Germain, pelas oitavas de final da Liga dos Campeões, deixou os jogadores do Barcelona bastante abalados. Após a partida desta terça, quase ninguém quis encarar a imprensa na zona mista do Parque dos Príncipes. Coube a Neymar, um dos poucos que se salvaram em termos de atuação por ter buscado bastante o jogo, desabafar sobre a atuação da equipe catalã – ele não tem o costume de falar depois dos duelos. Para o brasileiro, reverter esse resultado daqui a três semanas, em Barcelona, é “praticamente impossível”.

– Olha, foi um jogo atípico, que dificilmente acontece pra gente. Mas os méritos são do Paris. Fizeram um grande jogo, marcaram muito bem, chegaram bem no nosso gol. Agora é pensar no próximo jogo, ver o que a gente pode fazer e tentar a virada, que está muito difícil, praticamente impossível. Mas a gente não pode desistir.

Visivelmente cabisbaixo, Neymar disse que a situação de sair com tamanha desvantagem em um mata-mata é novidade para ele e que a preparação para a volta será complicada.
– É muito difícil se preparar para um jogo assim. Você está com quatro gols atrás… Acho que nunca passei por essa situação. Então, não posso te responder essa pergunta. O que vou fazer é me doar ao máximo no próximo jogo para que a gente possa virar.

O atacante do Barcelona garantiu que a grande atuação do Paris Saint-Germain não surpreendeu a equipe catalã.

– Não, a gente sabia que o PSG tem uma grande equipe. Eles têm jogadores de muita qualidade. Nós que não estávamos bem, que não fizemos o trabalho correto, e por isso fomos surpreendidos pelo resultado.

Por fim, Neymar comentou a relação que tem com os brasileiros do PSG – alguns são seus companheiros de Seleção – e falou sobre a conversa que teve com eles em campo.

– Do jogo a gente não comenta muita coisa não. Tenho uma amizade muito grande com o Marquinhos, Thiago (Silva), Lucas e Max (Maxwell). A gente conversou porque fazia um tempo que não se via. Mas do jogo nós falamos muito pouco – afirmou.

GE

OPINIÃO CONTUNDENTE

EM DECADÊNCIA?: Ex-radialista compara as rádios de Cajazeiras a ‘relacionamento que perdeu o sabor’

QUER APROVAÇÃO?

ENEM 2018: Cursinho inova em Cajazeiras com grande equipe de professores e dinâmica moderna de ensino

PARA A ETERNIDADE

VÍDEO: Programação de 70 anos do Atlético começa com exposição histórica que promete encantar Cajazeiras

ALFINETOU

VÍDEO: Aliado do prefeito destaca asfaltamento de ruas de Cajazeiras e alfineta grupo de Carlos Antonio