header top bar

section content

Sem marcar há 8 jogos, Bruno Paraíba espera encerrar a seca contra o Treze

Atacante do CSP foi titular na derrota para o Auto Esporte na última quarta-feira. Tigre vem de quatro derrotas consecutivas e não marcou gols em nenhuma das derrotas.

Por Luzia de Sousa

04/03/2017 às 16h01

Bruno Paraíba comemorando gol pelo estadual, algo que não acontece deste a terceira rodada (Foto: Hévilla Wanderley / GloboEsporte.com/pb)

O CSP permanece despencando na classificação do Campeonato Paraibano. Em nono, o clube vive uma enorme seca de gols e não marca há quatro jogos. Se a situação é complicada para o time como um todo, para o ataque é ainda pior. Nome de referência do setor da equipe do técnico Josivaldo Alves, o atacante Bruno Paraíba balançou as redes pela última vez na terceira rodada do estadual. Neste domingo, o time enfrenta o Treze em Campina Grande, e o atleta vai tentar mudar esta realidade contra o Galo.

Bruno Paraíba começou o Paraibano muito bem. O jogador marcou três gols nas três primeiras rodadas do estadual e colocava o CSP na ponta da tabela. Desde a terceira rodada, porém, o atacante não conseguiu encontrar o caminho do gol e observou lá da frente a defesa falhar em diversas oportunidades.

Para ele, está mais do que na hora de voltar a marcar:
– Sempre me cobro bastante. Sigo treinando com muita intensidade. Eu sei que não vivemos uma boa fase, mas espero que o gol saia e voltemos a vencer – disse o atacante.

O mau retrospecto ofensivo neste início de temporada não reflete a intensidade do CSP dentro de campo. Nas partidas contra o Sousa e contra o Auto Esporte, por exemplo, a equipe controlou boa parte do jogos até que falhas individuais comprometeram os resultados e o Tigre acabou derrotado em ambos.

A nossa sina é trabalhar. Só assim vamos conseguir sair desta situação”, Josivaldo Alves, dirigente e técnico do CSP

Quem está ainda mais incomodado com o momento é o técnico Josivaldo Alves. Porém, considera que a fase de Bruno, como também dos demais jogadores do setor ofensivo, deve acabar devido ao forte trabalho que o elenco vem realizando nos treinamentos.

– A nossa sina é trabalhar. Só assim vamos conseguir sair desta situação. A equipe consegue ter um bom desempenho nos jogos, mas sempre acabamos pecando e deixamos o resultado escapar. Sobre o ataque, o gol tem que sair, seja pelos pés de Bruno, de Henrique ou dos demais que fazem parte do elenco – disse o confiante Josivaldo Alves.

O CSP vai encarar o Treze no Estádio Presidente Vargas às 16h deste domingo. Mas com apenas duas vitórias e seis gols marcados, a equipe vai ter que fazer o que ainda não conseguiu em 2017: vencer fora de João Pessoa. O Tigre venceu tanto Auto Esporte quanto o próprio Treze nos jogos de ida jogando na capital paraibana. Se vencer o Galo e o Sousa tropeçar diante do Campinense, o CSP deixa o Z-2 do Campeonato Paraibano.

GE

ALÍVIO

VÍDEO: Presidente da OAB de Cajazeiras afirma que a Comarca de Bonito de Santa Fé não será mais fechada

EM CONTINÊNCIA AO SENHOR JESUS

Programa com a participação dos membros da Igreja Rei dos Reis

CADASTRAMENTO

VÍDEO: Prazo final para biometria na região de Catolé do Rocha é antecipado, e Justiça alerta eleitores

MITO DA INTERNET

VÍDEO: Fenômeno Gleyfy Brauly bate recorde de audiência no Xeque-Mate e canta sucessos no ‘imbromation’