header top bar

section content

Jogador Paulinho explica polêmica que se ‘envolveu’ com atriz pornô na China e diz que não será deportado

Jornal inglês publica que volante poderia deixar o país após fazer comercial de site de apostas. Em nota oficial, atleta afirma que vai rescindir contrato com empresa

Por Campelo - Diário do Sertão em Sousa

13/04/2017 às 08h27

Jornal inglês "Mirror" diz que Paulinho pode ser deportado da China por causa de comercial para site de apostas (Foto: Reprodução)

O volante Paulinho teve o nome envolvido em polêmica nesta quarta-feira: o jornal inglês “Mirror” publicou que o brasileiro poderia até ser deportado da China por ter gravado o anúncio de um site de apostas ao lado de uma atriz pornô japonesa – a punição aconteceria porque o jogo e a pornografia são proibidos no país. Após a repercussão do caso na imprensa internacional, a assessoria do ex-jogador do Corinthians enviou uma nota oficial afirmando que o atleta não sabia quem era a mulher nas gravações, que as imagens só poderiam ser divulgadas após sua autorização, que o contrato com a empresa das Filipinas será rescindido por causa da confusão com o seu nome e que não há chances de Paulinho ser deportado.

Segundo o “Mirror”, o volante posou em casa para as fotos com a atriz pornô japonesa Tsukasa Aoi em comercial do site de apostas Letou. Como a pornografia e o jogo são proibidos na China, o diário afirmou que o brasileiro poderia até ser deportado por causa das imagens. Porém, Paulinho afirma que as imagens foram feitas em novembro do ano passado e que só poderiam ser usadas após aprovação prévia.

Atualmente com 28 anos, Paulinho está desde 2015 no Guangzhou Evergrande. Sob o comando de Luiz Felipe Scolari no time chinês, o volante foi duas vezes campeão nacional, venceu duas vezes a Supercopa da China e conquistou uma Liga dos Campeões da Ásia. A boa fase no clube rendeu novas convocações para a seleção brasileira depois da chegada de Tite ao comando.

Confira abaixo a íntegra do comunicado de Paulinho:
“Em virtude de notícia divulgada por um jornal da Inglaterra, dando conta de que Paulinho, volante do Guangzhou Evergrande e da seleção brasileira, pode ser punido e até mesmo deportado da China, a assessoria do jogador vem a público esclarecer a situação.

No ano passado, Paulinho assinou um contrato com a Letou, casa de apostas das Filipinas. Foi apenas uma diária, uma gravação, realizada em novembro, e a empresa teria um ano para utilizar a imagem do jogador em campanha publicitária, que passaria a ser veiculada apenas em seu site.

Em momento algum da gravação foi dito que a garota que aparece na foto a seu lado era uma atriz pornô. A equipe de produção informou apenas que se tratava de uma modelo. Além disso, consta em contrato que qualquer foto a ser utilizada e divulgada teria que passar pela aprovação de Paulinho e seu staff.

A campanha nem sequer começou a ser veiculada nas Filipinas e, pelo episódio de vazamento e desrespeito e descumprimento do contrato, o mesmo será rescindido. Vale ressaltar que em momento algum Paulinho cometeu qualquer ilegalidade e não há a possibilidade de o jogador ser deportado do país onde atua por conta disso.”

GE

DA REGIÃO DE CAJAZEIRAS

VÍDEO: Do assassinato do pai ao sucesso na política, prefeito conta trajetória de superação no Interview

'AULÃO SOLIDÁRIO'

VÍDEO: Ordem DeMolay de Cajazeiras promove aulão gratuito preparatório para o ENEM; veja como participar

ENTRETENIMENTO

Maria Calado na TV com os integrantes do espetáculo “Trinca mas não quebra” e o cantor Lucas Soares

ALÍVIO

VÍDEO: Presidente da OAB de Cajazeiras afirma que a Comarca de Bonito de Santa Fé não será mais fechada