header top bar

section content

Comentarista não vê surpresa no sucesso do Atlético e na decepção do Paraíba, e lamenta queda do Tricolor. Vídeo

Para Reudesman Lopes, os desempenhos condizem com os investimentos de cada clube

Por Jocivan Pinheiro

18/04/2017 às 15h46 • atualizado em 18/04/2017 às 19h08

Para o comentarista esportivo Reudesman Lopes, não houve nenhuma surpresa entre os classificados para a segunda fase e os rebaixados para a segunda divisão do Campeonato Paraibano 2017. Na sua avaliação, os desempenhos condizem com os investimentos de cada clube. Especialmente falando dos times de Cajazeiras, a diferença entre o Atlético classificado e o Paraíba rebaixado está nas contratações de jogadores e treinadores.

Reudesman ressalta que a diretoria do Trovão Azul foi mais competente na hora de contratar atletas e comissão técnica, trazendo jogadores mais competitivos e com boa experiência em campeonatos difíceis, como o Paulistão, por exemplo. Por outro lado, a administração do Paraíba investiu em atletas da terceira divisão do campeonato cerense, entre outros estados vizinhos.

VEJA TAMBÉM: Técnico garante que Atlético vai brigar de igual pra igual pelo título do Paraibano e convoca torcida para lotar o Perpetão

Reudesman Lopes

Para o comentarista, dois técnicos foram decisivos para o sucesso do Trovão e o insucesso da Cobra Coral. No caso do Paraíba, Reudesman afirma que o treinador Jorge Luiz formou um elenco muito fraco. “É lamentável, mas é a realidade do futebol. Eu tenho dito sempre que o futebol pune, e o Paraíba foi punido pela falta de competência.”

Já no Atlético, a chegada do treinador Cleibson Ferreira para substituir o irregular Éderson, faltando apenas duas rodadas para o fim da primeira fase, foi a injeção de ânimo que faltava. Agora o Trovão se prepara para o primeiro confronto da semifinal contra o Botafogo, nesta quarta-feira (19) no estádio Perpetão, em Cajazeiras, e Reudesman teme que mais uma vez os “bastidores do futebol” interfiram no duelo.

“Quando existe a dúvida no campo, na lei do futebol, quem é punido é o pequeno, e o pequeno nesse caso é o Atlético. O Trovão tem condições de fazer o dever de casa, mas tem que contar com o torcedor atleticano. Então vamos para essa fase de cabeça arguida acreditando que o Atlético pode fazer uma bela campanha.”

DIÁRIO ESPORTIVO

CACHOEIRA DOS ÍNDIOS

VÍDEO: Ex-prefeito rompe o silêncio, fala de derrota e lamenta promessa não cumprida de atual gestor

ENTREVISTA

VÍDEO: Do vício em jogo à fama, ‘Rei das Tapiocas’ de Cajazeiras conta trajetória no programa Xeque-Mate

MARIA CALADO NA TV

Programa Maria calado na TV recebe os Quentes da Pegada da cidade de São João do Rio do Peixe

EM CONTINÊNCIA AO SENHOR JESUS

Programa Em Continência ao Senhor Jesus com a participação do Sargento Souza e Marcos Alan