header top bar

section content

Comentarista não vê surpresa no sucesso do Atlético e na decepção do Paraíba, e lamenta queda do Tricolor. Vídeo

Para Reudesman Lopes, os desempenhos condizem com os investimentos de cada clube

Por Jocivan Pinheiro

18/04/2017 às 15h46 • atualizado em 18/04/2017 às 19h08

Para o comentarista esportivo Reudesman Lopes, não houve nenhuma surpresa entre os classificados para a segunda fase e os rebaixados para a segunda divisão do Campeonato Paraibano 2017. Na sua avaliação, os desempenhos condizem com os investimentos de cada clube. Especialmente falando dos times de Cajazeiras, a diferença entre o Atlético classificado e o Paraíba rebaixado está nas contratações de jogadores e treinadores.

Reudesman ressalta que a diretoria do Trovão Azul foi mais competente na hora de contratar atletas e comissão técnica, trazendo jogadores mais competitivos e com boa experiência em campeonatos difíceis, como o Paulistão, por exemplo. Por outro lado, a administração do Paraíba investiu em atletas da terceira divisão do campeonato cerense, entre outros estados vizinhos.

VEJA TAMBÉM: Técnico garante que Atlético vai brigar de igual pra igual pelo título do Paraibano e convoca torcida para lotar o Perpetão

Reudesman Lopes

Para o comentarista, dois técnicos foram decisivos para o sucesso do Trovão e o insucesso da Cobra Coral. No caso do Paraíba, Reudesman afirma que o treinador Jorge Luiz formou um elenco muito fraco. “É lamentável, mas é a realidade do futebol. Eu tenho dito sempre que o futebol pune, e o Paraíba foi punido pela falta de competência.”

Já no Atlético, a chegada do treinador Cleibson Ferreira para substituir o irregular Éderson, faltando apenas duas rodadas para o fim da primeira fase, foi a injeção de ânimo que faltava. Agora o Trovão se prepara para o primeiro confronto da semifinal contra o Botafogo, nesta quarta-feira (19) no estádio Perpetão, em Cajazeiras, e Reudesman teme que mais uma vez os “bastidores do futebol” interfiram no duelo.

“Quando existe a dúvida no campo, na lei do futebol, quem é punido é o pequeno, e o pequeno nesse caso é o Atlético. O Trovão tem condições de fazer o dever de casa, mas tem que contar com o torcedor atleticano. Então vamos para essa fase de cabeça arguida acreditando que o Atlético pode fazer uma bela campanha.”

DIÁRIO ESPORTIVO

EM CONTINÊNCIA AO SENHOR JESUS

Programa com a participação dos membros da Igreja Rei dos Reis

CADASTRAMENTO

VÍDEO: Prazo final para biometria na região de Catolé do Rocha é antecipado, e Justiça alerta eleitores

MITO DA INTERNET

VÍDEO: Fenômeno Gleyfy Brauly bate recorde de audiência no Xeque-Mate e canta sucessos no ‘imbromation’

CALDEIRÃO POLÍTICO

VÍDEO: Aliado releva que dois vereadores de oposição estão rasgando elogios ao prefeito Airton Pires