header top bar

section content

Sob desconfiança, Vasco tenta se reinventar para ser competitivo no Brasileiro

Equipe terá mais tempo de preparação do que na pré-temporada, e Martín Silva acredita que será possível fazer uma boa campanha: "Temos as peças para fazer um time competitivo"

Por Campelo - Diário do Sertão em Sousa

28/04/2017 às 08h36

Milton Mendes terá 16 dias para aprimorar o Vasco para o Campeonato Brasileiro (Foto: Paulo Fernandes/Vasco)

Até a estreia no Campeonato Brasileiro, o Vasco terá mais 16 dias de treinos antes de enfrentar o Palmeiras. Um tempo maior, por exemplo, do que o período de pré-temporada nos Estados Unidos. É uma oportunidade forçada, mas que é encarada pela equipe como a chance de se reinventar após insucessos na Copa do Brasil e Carioca. Até agora, o aproveitamento é de apenas 57% em 22 jogos na temporada.

A diretoria aproveitou o tempo para tentar aumentar o “choque de ordem” iniciado com a chegada do técnico Milton Mendes. Ele tem carta branca para colocar suas ideias em prática, mesmo que algumas não agradem parte do elenco. A saída de Rodrigo – ainda não oficializada – é o início, mas outros podem deixar o clube caso haja algum desgaste.

Está prevista também a chegada de reforços, como o zagueiro Anderson Martins e o volante Bruno Paulista, que estão encaminhados. A diretoria quer deixar a equipe mais competitiva para diminuir o risco de sofrer no Brasileiro, algo que assombra os vascaínos. Para o goleiro Martín Silva, o elenco tem, sim, potencial para fazer uma boa campanha.
– Agora temos as peças para fazer um time competitivo. Claro que é um campeonato longo, e reforços são bem vindos para sermos protagonistas. A competição faz crescer. Com o trabalho que estamos fazendo podemos ser um time competitivo sim – afirmou o goleiro.

O uruguaio acredita que é possível deixar para trás os fracassos recentes e formar uma cara nova da equipe no Brasileiro. A meta é figurar na parte de cima da tabela.

– Todos esperam que façamos um bom Brasileirão. Queremos brigar lá em cima, ter uma boa participação. Depois que começa, não importa se fomos eliminados no Carioca e na Copa do Brasil. Pagamos por não estar no nosso melhor momento, e enfrentamos um time de Série A (Vitória). E não acho também que foi um fracasso ter ficado fora da final do Carioca. Foi a primeira vez que eu não cheguei na decisão – finalizou.

A estreia vascaína no Brasileiro será no dia 14 de maio, contra o Palmeiras, em São Paulo. O clube fará ao menos dois jogos-treinos neste intervalo para que a equipe não perca ritmo.

GE

XEQUE-MATE

VÍDEO: Vereador de Cajazeiras e educadores esclarecem polêmicas sobre a identidade de gênero nas escolas

DIÁRIO ESPORTIVO

Tudo sobre as novas contratações e a preparação dos times para o Campeonato Paraibano 2018

PSICOLOGIA NO AR

VÍDEO: Psicólogos debatem comportamento do ‘stalker’ nas redes sociais e quando o amor se torna obsessão

EM CONTINÊNCIA AO SENHOR JESUS

Programa: Em Continência ao Senhor Jesus com os membros da Igreja Batista Independente