header top bar

section content

Botafogo-PB chega ao fim do Paraibano com 100% de aproveitamento no Amigão

Em quatro jogos no estádio de Campina Grande, o Belo venceu Campinense, Serrano-PB e Treze na primeira fase do estadual e novamente o Galo no primeiro jogo da decisão.

Por Priscila Belmont

02/05/2017 às 17h27

No primeiro jogo da final, o Botafogo-PB venceu o Treze por 3 a 2 e ampliou a vantagem na busca pelo título (Foto: Raniery Soares / Paraíba Press / FPF)

O Botafogo-PB acumulou números incontestáveis no caminho até a final do Campeonato Paraibano deste ano. Tem o ataque mais positivo da competição: 36 gols marcados. É o time que mais venceu: 16 vezes em 21 jogos. Tem o artilheiro do estadual: Rafael Oliveira, com 16 gols. E é a equipe que mais pontuou: fez 49 pontos de 63 possíveis. Mas há ainda uma outra conquista particular do Belo. Melhor visitante da competição – com 75,75% de aproveitamento fora de casa -, o Alvinegro da Estrela Vermelha jogou quatro vezes no Amigão, em Campina Grande, e saiu vitorioso de todas elas. Um feito e tanto, considerando que em três desses jogos enfrentou também duas das principais torcidas do Estado: a do Campinense e a do Treze.

Como resta apenas um jogo para o fim da competição e esse vai ser disputado no Almeidão, em João Pessoa, o Botafogo-PB não vai mais atuar no Amigão neste Paraibano e, portanto, o impecável aproveitamento de 100% no estádio de Campina Grande já está sacramentado.

1ª vitória: 2 a 1 no Serrano-PB

O quarteto de jogos do Belo no Amigão, neste Campeonato Paraibano, começou no dia 29 de janeiro, quando o time do técnico Itamar Schülle enfrentou o Serrano-PB pela sexta rodada da primeira fase. Naquela ocasião, o Belo já liderava a competição e o Lobo da Serra aparecia na quarta colocação, brigando para se firmar no G-4.

E, nessa primeira passagem por Campina Grande neste estadual, o Alvinegro de João Pessoa começou tomando um susto. Logo aos dois minutos de bola rolando, viu os donos da casa abrirem o placar com Rafael Ibiapino. Mas, ainda na primeira etapa, virou o jogo com gols de Gustavo Henrique e de Rafael Oliveira e garantiu a primeira vitória na Rainha da Borborema.

2ª vitória: 1 a 0 no Treze

Duas rodadas depois, o primeiro Clássico Tradição do ano. No dia 15 de fevereiro, pela oitava rodada, o Botafogo-PB venceu o Treze 1 a 0. Curiosamente, o Galo também estava na quarta colocação, assim como o Serrano-PB estava quando enfrentou o Belo.

Em um jogo no qual o Alvinegro de Campina Grande jogou melhor na maior parte do tempo, venceu quem foi mais efetivo na hora de mandar a bola para a rede. O único gol da partida foi marcado ainda no primeiro tempo. Coube ao lateral-esquerdo Luiz Paulo, aos 41 minutos, marcar o gol da vitória; gol esse que continua sendo o único do jogador na competição.

3ª vitória: 2 a 1 no Campinense

O Clássico Emoção no Amigão aconteceu no dia 5 de abril, pela 16ª rodada, com o Botafogo-PB já classificado e o Campinense em segundo. E essa terceira vitória do Belo no Amigão serviu para assegurar ao time alvinegro a primeira colocação geral da primeira fase do Paraibano.

O grande destaque confronto foi o atacante Rafael Oliveira, do Belo, que àquela altura já era artilheiro da competição. Ele marcou os dois gols da vitória botafoguense de virada – por 2 a 1 – após a Raposa abrir o placar com Jussimar.

4ª vitória: 3 a 2 no Treze

A última das quatro vitórias do Botafogo-PB em quatro jogos no Amigão neste Campeonato Paraibano aconteceu no Clássico Tradição do último domingo, na abertura da final. Jogando melhor na maior parte do tempo, o Belo fez 3 a 2 sobre o Treze e amplicou a sua vantagem em busca do título desta temporada.

E o Alvinegro da Estrela Vermelha ficou à frente no placar em três momentos. Primeiro, abriu o placar com Sapé e viu Jean Carlo empatar para o Galo. Isso ainda no primeiro tempo. Na segunda etapa, Fernandinho desempatou para os botafoguenses e Jean Carlo, de novo ele, empatou mais uma vez. Até que Rafael Oliveira marcou seu 16º gol no estadual e deu a vitória ao Belo.

Mas houve dois revides

Pelo menos Campinense e Treze deram o troco, vencendo o Botafogo-PB no Almeidão, em João Pessoa. Na verdade, no caso da Raposa, o revide foi do Belo, já que o Rubro-Negro foi quem venceu primeiro fora de casa. No dia 1º de fevereiro, pela sétima rodada, o Campinense foi até a capital e venceu os botafoguenses por 2 a 1 no Almeidão.

Era um momento em que o Belo liderava a competição e a Raposa ainda tentava se firmar na competição, apenas na sexta colocação, fora do G-4. E a vitória rubro-negra foi de virada. O Belo saiu na frente com Rafael Oliveira, ainda no início da partida, e o Campinense virou com gols de Tiago Orobó e Filipe Ramon ainda na primeira etapa.

O Treze sim revidou. Havia perdido na oitava rodada e deu o troco na 18ª rodada, no dia 16 de abril, num momento em que o Botafogo-PB já estava classificado e com todas as vantagens asseguradas. E o Galo, ao vencer o Belo por 1 a 0 no Almeidão, garantiu ali a terceira colocação na fase classificatória. O único gol daquele Clássico Tradição foi marcado por Dedé já aos 46 minutos do segundo tempo.

Dos times de Campina Grande, apenas o Serrano-PB não conseguiu se vingar da derrota sofrida em casa, no Amigão, para o Belo. Quando enfrentou os alvinegros pela 15ª rodada, no dia 26 de março, o Lobo da Serra foi derrota por 1 a 0, com mais um gol do artilheiro Rafael Oliveira.

Globo Esporte PB

EM CONTINÊNCIA AO SENHOR JESUS

Programa com a participação dos membros da Igreja Rei dos Reis

CADASTRAMENTO

VÍDEO: Prazo final para biometria na região de Catolé do Rocha é antecipado, e Justiça alerta eleitores

MITO DA INTERNET

VÍDEO: Fenômeno Gleyfy Brauly bate recorde de audiência no Xeque-Mate e canta sucessos no ‘imbromation’

CALDEIRÃO POLÍTICO

VÍDEO: Aliado releva que dois vereadores de oposição estão rasgando elogios ao prefeito Airton Pires