header top bar

section content

Botafogo-PB chega ao fim do Paraibano com 100% de aproveitamento no Amigão

Em quatro jogos no estádio de Campina Grande, o Belo venceu Campinense, Serrano-PB e Treze na primeira fase do estadual e novamente o Galo no primeiro jogo da decisão.

Por Priscila Belmont

02/05/2017 às 17h27

No primeiro jogo da final, o Botafogo-PB venceu o Treze por 3 a 2 e ampliou a vantagem na busca pelo título (Foto: Raniery Soares / Paraíba Press / FPF)

O Botafogo-PB acumulou números incontestáveis no caminho até a final do Campeonato Paraibano deste ano. Tem o ataque mais positivo da competição: 36 gols marcados. É o time que mais venceu: 16 vezes em 21 jogos. Tem o artilheiro do estadual: Rafael Oliveira, com 16 gols. E é a equipe que mais pontuou: fez 49 pontos de 63 possíveis. Mas há ainda uma outra conquista particular do Belo. Melhor visitante da competição – com 75,75% de aproveitamento fora de casa -, o Alvinegro da Estrela Vermelha jogou quatro vezes no Amigão, em Campina Grande, e saiu vitorioso de todas elas. Um feito e tanto, considerando que em três desses jogos enfrentou também duas das principais torcidas do Estado: a do Campinense e a do Treze.

Como resta apenas um jogo para o fim da competição e esse vai ser disputado no Almeidão, em João Pessoa, o Botafogo-PB não vai mais atuar no Amigão neste Paraibano e, portanto, o impecável aproveitamento de 100% no estádio de Campina Grande já está sacramentado.

1ª vitória: 2 a 1 no Serrano-PB

O quarteto de jogos do Belo no Amigão, neste Campeonato Paraibano, começou no dia 29 de janeiro, quando o time do técnico Itamar Schülle enfrentou o Serrano-PB pela sexta rodada da primeira fase. Naquela ocasião, o Belo já liderava a competição e o Lobo da Serra aparecia na quarta colocação, brigando para se firmar no G-4.

E, nessa primeira passagem por Campina Grande neste estadual, o Alvinegro de João Pessoa começou tomando um susto. Logo aos dois minutos de bola rolando, viu os donos da casa abrirem o placar com Rafael Ibiapino. Mas, ainda na primeira etapa, virou o jogo com gols de Gustavo Henrique e de Rafael Oliveira e garantiu a primeira vitória na Rainha da Borborema.

2ª vitória: 1 a 0 no Treze

Duas rodadas depois, o primeiro Clássico Tradição do ano. No dia 15 de fevereiro, pela oitava rodada, o Botafogo-PB venceu o Treze 1 a 0. Curiosamente, o Galo também estava na quarta colocação, assim como o Serrano-PB estava quando enfrentou o Belo.

Em um jogo no qual o Alvinegro de Campina Grande jogou melhor na maior parte do tempo, venceu quem foi mais efetivo na hora de mandar a bola para a rede. O único gol da partida foi marcado ainda no primeiro tempo. Coube ao lateral-esquerdo Luiz Paulo, aos 41 minutos, marcar o gol da vitória; gol esse que continua sendo o único do jogador na competição.

3ª vitória: 2 a 1 no Campinense

O Clássico Emoção no Amigão aconteceu no dia 5 de abril, pela 16ª rodada, com o Botafogo-PB já classificado e o Campinense em segundo. E essa terceira vitória do Belo no Amigão serviu para assegurar ao time alvinegro a primeira colocação geral da primeira fase do Paraibano.

O grande destaque confronto foi o atacante Rafael Oliveira, do Belo, que àquela altura já era artilheiro da competição. Ele marcou os dois gols da vitória botafoguense de virada – por 2 a 1 – após a Raposa abrir o placar com Jussimar.

4ª vitória: 3 a 2 no Treze

A última das quatro vitórias do Botafogo-PB em quatro jogos no Amigão neste Campeonato Paraibano aconteceu no Clássico Tradição do último domingo, na abertura da final. Jogando melhor na maior parte do tempo, o Belo fez 3 a 2 sobre o Treze e amplicou a sua vantagem em busca do título desta temporada.

E o Alvinegro da Estrela Vermelha ficou à frente no placar em três momentos. Primeiro, abriu o placar com Sapé e viu Jean Carlo empatar para o Galo. Isso ainda no primeiro tempo. Na segunda etapa, Fernandinho desempatou para os botafoguenses e Jean Carlo, de novo ele, empatou mais uma vez. Até que Rafael Oliveira marcou seu 16º gol no estadual e deu a vitória ao Belo.

Mas houve dois revides

Pelo menos Campinense e Treze deram o troco, vencendo o Botafogo-PB no Almeidão, em João Pessoa. Na verdade, no caso da Raposa, o revide foi do Belo, já que o Rubro-Negro foi quem venceu primeiro fora de casa. No dia 1º de fevereiro, pela sétima rodada, o Campinense foi até a capital e venceu os botafoguenses por 2 a 1 no Almeidão.

Era um momento em que o Belo liderava a competição e a Raposa ainda tentava se firmar na competição, apenas na sexta colocação, fora do G-4. E a vitória rubro-negra foi de virada. O Belo saiu na frente com Rafael Oliveira, ainda no início da partida, e o Campinense virou com gols de Tiago Orobó e Filipe Ramon ainda na primeira etapa.

O Treze sim revidou. Havia perdido na oitava rodada e deu o troco na 18ª rodada, no dia 16 de abril, num momento em que o Botafogo-PB já estava classificado e com todas as vantagens asseguradas. E o Galo, ao vencer o Belo por 1 a 0 no Almeidão, garantiu ali a terceira colocação na fase classificatória. O único gol daquele Clássico Tradição foi marcado por Dedé já aos 46 minutos do segundo tempo.

Dos times de Campina Grande, apenas o Serrano-PB não conseguiu se vingar da derrota sofrida em casa, no Amigão, para o Belo. Quando enfrentou os alvinegros pela 15ª rodada, no dia 26 de março, o Lobo da Serra foi derrota por 1 a 0, com mais um gol do artilheiro Rafael Oliveira.

Globo Esporte PB

EM CONTINÊNCIA AO SENHOR JESUS

Programa: Em Continência ao Senhor Jesus com os membros da Igreja Fonte de Água da Vida

MARIA CALADO NA TV

Maria Calado na TV recebe diretamente do Rio Grande do Norte, Fábio Carvalho; CONFIRA!

XEQUE-MATE

VÍDEO: Vereador de Cajazeiras e educadores esclarecem polêmicas sobre a identidade de gênero nas escolas

DIÁRIO ESPORTIVO

Tudo sobre as novas contratações e a preparação dos times para o Campeonato Paraibano 2018