header top bar

section content

Daniel Alves reitera crítica a Maradona e dispara: ‘Não gosto dele’

Lateral avalia que argentino não é bom exemplo de esportista para os jovens

Por Priscila Belmont

23/06/2017 às 08h54

© Instagram e Reuters

Daniel Alves e Diego Maradona vêm trocando farpas nos últimos dias. Tudo começou quando o brasileiro afirmou que o argentino não era exemplo aos mais jovens por não ter seguido as regras em seu período de esportista – a referência foi, principalmente, ao gol de mão marcado nas quartas de final da Copa de 1986, que garantiu a vitória da Argentina sobre a Inglaterra por 2 a 1.

Como resposta, “El Pibe” disse que Dani era um idiota que só joga à base de cruzamentos. “Um idiota que em 28 cruzamentos acerta 4. Bons laterais eram o Cafu e o Maicon. Daniel Alves? É muito pobrezinho”, disparou o argentino.

Nessa quinta-feira, em participação no programa “Conversa com Bial”, Dani reiterou sua posição. “Acho que eu não comprei briga com ninguém. O meu objetivo é sempre passar mensagem positiva aos jovens. Eu gosto de levar grandes exemplos, grandes pessoas que fizeram uma carreira incrível e respeitaram, seguiram as regras”, disse. “Não é porque eu não gosto dele, se bem que ele é argentino, né? Mas normalmente só gosto de argentino quando jogo com ele”, prosseguiu.

“Com todo respeito ao Maradona, não seria um orgulho para mim falar que ganhei uma Copa do Mundo fazendo gol de mão. Mão de Deus não engana, Mão de Deus é ponta firme. Enganou todo mundo, ficou famoso por isso, beleza. Respeito o Maradona, mas para mim, como esportista, não colocaria como exemplo para os jovens”, finalizou.

Noticias ao Minuto

ALFINETOU

VÍDEO: Aliado do prefeito destaca asfaltamento de ruas de Cajazeiras e alfineta grupo de Carlos Antonio

REVELAÇÃO

VÍDEO: Emocionado, radialista fala de dificuldades na infância e revela que ‘amigo’ lhe ofereceu drogas

VEJA

VÍDEO: Gilvan de Andrade fala de experiência no Rádio em Cajazeiras e João Pessoa

VÍDEO

Padre anuncia reforma da paróquia São João Bosco de Cajazeiras a avalia atuação do bispo