header top bar

section content

Ronaldo carregará taça da Copa das Confederações antes da final

Fenômeno fará o 'trabalho' nos momentos que antecederão o jogo entre Alemanha e Chile

Por Campelo - Diário do Sertão em Sousa

01/07/2017 às 09h06 • atualizado em 30/06/2017 às 19h03

Jogador participará da Copa das Confederações (Foto: © Oleg Popov/Reuters)

No dia em que se celebram 15 anos do pentacampeonato mundial da seleção brasileira, Ronaldo foi anunciado pela Fifa como o responsável por carregar a taça da Copa das Confederações ao gramado antes da final entre Alemanha e Chile. Os times se enfrentam no domingo (2), na Arena Zenit, em São Petersburgo.

O atacante esteve com a seleção na conquista da Copa das Confederações de 1997, na Arábia Saudita. Foi a primeira de quatro taças vencidas pelo time nacional nesta competição.

“Estou encantado de estar de volta à Copa das Confederações. Mas o mais importante é voltar para a Rússia e ver que tudo correu bem com o torneio. Não tenho dúvidas de que organizarão uma incrível Copa do Mundo no próximo ano”, disse.

A aparição de Ronaldo será na parte final da cerimônia de encerramento que contará com um espetáculo de luzes, dança e música e terá a participação de mais de 1.500 pessoas. A festa terá início às 13h15 (de Brasília). A bola rola a partir das 15h.

Outros jogadores que venceram a Copa das Confederações no passado também serão homenageados pela Fifa.

GRAMADO PREOCUPA

As más condições do gramado do estádio fizeram a Fifa vetar Alemanha e Chile treinar no palco da final da Copa das Confederações. Neste sábado, véspera do jogo, os times farão suas atividades em outros locais da cidade.

De acordo com nota enviada pela Fifa à reportagem, a medida é “normal” e a entidade quer preservar o gramado para a cerimônia de encerramento e o jogo.

Mas o fato é que o gramado é o ponto fraco do estádio que custou quase R$ 2,7 bilhões. Durante todo o torneio, nenhuma seleção que jogou em São Petersburgo pôde treinar no campo, diferentemente do que ocorreu nas outras três sedes: Moscou, Kazan e Sochi. A Fifa permitiu apenas uma caminhada de reconhecimento.

Após o jogo entre Portugal e Nova Zelândia, no sábado passado (24), Cristiano Ronaldo reclamou bastante do campo, que não foi usado desde então.

Na última segunda-feira, após o encerramento da primeira fase, Colin Smith, diretor de competições da Fifa, admitiu que o estado da grama não era o ideal.

“É um campo novo. Os times fizeram seus aquecimentos antes do jogo e depois tiveram as partidas. Um campo mais maduro aguenta melhor estas situações. O clima aqui também não nos ajudou, com muita chuva e pouco sol. As condições climáticas não proporcionaram o crescimento ideal da grama. Por isso, vamos cobrir todo o campo para regulara temperatura e ajudar no crescimento. teremos uma boa superfície para a final” disse.

O gramado do estádio só ficou pronto na semana da abertura. Isso porque ele precisou ser totalmente trocado em trabalhos que começaram em 30 de maio. O jogo inaugural da competição foi em 24 de junho.

A grama original já havia apresentado muitos problemas, conforme a Folha de S.Paulo mostrou.

Notícias ao Minuto com informações da Folhapress

ENTREVISTA

VÍDEO: Programa Psicologia no Ar recebe professor doutor de Cajazeiras pra falar sobre Psicologia Social

INTERVIEW

VÍDEO: Autor do filme “Memória Bendita” fala sobre os desafios de promover cultura na região de Sousa

EM CONTINÊNCIA AO SENHOR JESUS

Programa: Em Continência ao Senhor Jesus com os membros da Igreja Fonte de Água da Vida

MARIA CALADO NA TV

Maria Calado na TV recebe diretamente do Rio Grande do Norte, Fábio Carvalho; CONFIRA!