header top bar

section content

“Homofobia ainda é um problema”, diz primeiro árbitro gay assumido da Inglaterra

Juiz de 32 anos de idade recebeu o apoio de entidades do futebol inglês

Por Priscila Belmont

11/08/2017 às 10h08

Reprodução Ryan Atkin é o primeiro árbitro gay assumido do futebol inglês

Aos 32 anos de idade, Ryan Atkin é o primeiro árbitro gay assumido a apitar partidas profissionais da Inglaterra. A Federação Inglesa de Futebol, o Campeonato Inglês e a Liga Inglesa são as entidades que apoiam a campanha “Rainbow Laces”, que conscientiza o esporte sobre comportamentos homofóbicos.

O árbitro acredita que o fato de ter se assumido pode ainda ajudar e incentivar outros juízes e atletas a serem quem querem ser. “A campanha Rainbow Laces vem sendo extremamente importante. Há um crescente número de grupos LGBT e além disso, grandes marcas esportivas vem ajudando a repassar a mensagem para um público mais amplo, por todo o mundo”, disse Atkin ao “Sky Sports”.

“Ser gay não importa no contexto de apitar uma partida de futebol. Mas se eu estou falando de igualdade e diversidade, então eu vou mencionar que sou gay porque isso é relevante”, afirmou.

O juiz então compartilhou sua orientação sexual com o diretor da Associação de Árbitros de Futebol da Inglaterra . “A Federação Inglesa de Futebol oferece total apoio a Ryan”, disse Neale Barry. “Nosso papel é apoiar todos os árbitros, ajudar o desenvolvimento, maximizar o seu potencial e, acima de tudo, ajudar a garantir que as suas experiências sejam positivas”.

“A declaração de Ryan marca um momento importante no esporte e reforça o fato de que o função de arbitragem está aberta a todos. Ele afirmou que as pessoas que estão felizes em suas próprias peles, funcionam melhor. Eu não poderia concordar mais com isso”, alegou Barry.

Já o diretor da organização que supervisiona as partidas dos campeonatos ingleses, afirmou: Ryan demonstrou grande habilidade, entusiasmo e compromisso ao longo de seu progresso como árbitro. E com o apoio contínuo, terá oportunidades para realizar suas ambições e apitar partidas da Liga Inglesa e Campeonato Inglês “, disse Mike Riley.

Preconceito

“Sem dúvidas, tem acontecido alguns progressos desde que eu comecei a apitar”, contou Atkin, que começoua carreira no ano de 1999, em Plymouth, sua cidade natal. ” Homofobia ainda é um problema, mas as coisas estão melhorando com o tempo. Você pode mudar o jogo e a cultura quando você mudar a sua cabeça. Eu gostaria de ver mais jogadores e juízes ajudando a promover a inclusão. Com o aumento deste esforço, mais comunidades poderão ser atingidas”, finalizou o árbitro.

Esporte – iG

CACHOEIRA DOS ÍNDIOS

VÍDEO: Ex-prefeito rompe o silêncio, fala de derrota e lamenta promessa não cumprida de atual gestor

ENTREVISTA

VÍDEO: Do vício em jogo à fama, ‘Rei das Tapiocas’ de Cajazeiras conta trajetória no programa Xeque-Mate

MARIA CALADO NA TV

Programa Maria calado na TV recebe os Quentes da Pegada da cidade de São João do Rio do Peixe

EM CONTINÊNCIA AO SENHOR JESUS

Programa Em Continência ao Senhor Jesus com a participação do Sargento Souza e Marcos Alan