header top bar

section content

Vítima de câncer, lutador paraibano de 33 anos morre em São Paulo

Paraibano tinha 33 anos e fazia tratamento contra o linfoma, que é um tipo de câncer que se origina no sistema linfático. Alexandre era faixa roxa e de jiu-jitsu e faixa preta de judô

Por Campelo - Diário do Sertão em Sousa

12/08/2017 às 08h55 • atualizado em 11/08/2017 às 19h40

Alexandre Carmélio vinha fazendo tratamento contra o linfoma, mas acabou morrendo na noite desta sexta-feira em um hospital de São Paulo (Foto: Reprodução / Instagram)

Chegou ao fim no começo da noite desta sexta-feira (11) a batalha do lutador de jiu-jitsu paraibano Alexandre Carmélio contra o linfoma, um tipo de câncer que tem origem no sistema linfático. Alexandre vinha fazendo tratamento em São Paulo, mas acabou não resistindo aos sintomas da doença e morreu no começo da noite. O atleta paraibano travava a principal batalha da sua vida, contra a doença, há cerca de um ano.

O lutador tinha 33 anos e vinha ganhando destaque nas competições de jiu-jitsu disputadas em João Pessoa. Atualmente, Alexandre Carmélio era faixa roxa na chamada “arte suave” e já acumulava resultados positivos nas lutas que participou. Ele também era praticante do judô e já tinha conseguido a faixa preta na modalidade. Recentemente, colegas de treinamento de Alexandre chegaram a promover uma campanha para arrecadar e recursos e ajudar no custeio do tratamento dele.

Como a morte do lutador aconteceu em São Paulo, onde ele estava internado lutando contra o câncer, a família ainda não confirmou quando o corpo chega a João Pessoa e nem também quando e onde serão realizados o velório e o sepultamento do atleta.

GE

Tags:

“Boca Quente” fala sobre Nilvan, Josival, Gutemberg e narra fato que mais lhe chamou atenção na área policial

PROGRAMA XEQUE-MATE

VÍDEO: Padre e missionários falam sobre recuperação de dependentes químicos na região de Cajazeiras

DIÁRIO ESPORTIVO

Ao lado de grandes nomes da imprensa, Diário Esportivo debate as rodadas da Série C e D do Paraibano

PARTIU PARA O ATAQUE

VÍDEO: Júnior Araújo diz que José Aldemir vai perseguir servidores que não apoiarem campanha de Paula