header top bar

section content

Torcidas organizadas do Atlético e do Nacional são proibidas de entrarem no estádio e diretor de time reage: “Tem gente querendo aparecer”

Batucadas e bandeiras das torcidas também foram barradas, e o diretor do Atlético criticou: “Jogo sem batucada é velório”

Por Luzia de Sousa

06/01/2018 às 18h00 • atualizado em 06/01/2018 às 18h03

Mancha Azul, torcida organizada do Atlético de Cajazeiras-PB

O comandante do 6º Batalhão de Polícia Militar de Cajazeiras, o Tenente-Coronel Guedes em entrevista à imprensa cajazeirense informou que cerca de 70 policiais vão fazer a segurança do primeiro jogo do Atlético, que acontecerá nesse domingo (7) contra o Nacional de Patos.

+ VÍDEO: A dois dias do início do Paraibano, cajazeirenses estão confiantes e querem título do Atlético

A autoridade policial relembrou que será proibido entrar com bebidas alcoólicas no Estádio Perpetão e surpreendeu ao declarar que a maior torcida do time cajazeirense, a “Mancha Azul” não terá acesso ao local do jogo. As torcidas organizadas do Nacional de Patos também não poderão entrar no estádio, segundo o comandante.

Ele explicou que os torcedores terão acesso ao Perpetão, mas as torcidas caracterizadas não poderão entrar, pois não “estão cadastradas” junto ao Ministério Público, adiantando, que os “amantes” dos times não terão acesso ao estádio se estiverem vestindo camisas de torcidas, não poderão levar faixas, nem batucadas.

Reação
Em um grupo de Whatsapp do time, que é destinado às informações da imprensa, um dos diretores do Atlético, Álisson Lira (Neguim do Mondrian) taxou a decisão de “besteira”, e criticou: “Tem gente querendo aparecer”.

Neguim do Mondrian disse que a Mancha fez até rifas para conseguir fazer um “bandeirão”, e com a decisão da polícia não vai poder levar ao Perpetão.

Quanto a batucada ele declarou: “Jogo sem batucada é velório”, acrescentando que tentaria falar com o Tenente-Coronel Guedes para tentar rever a decisão.

Ouça entrevista do Tenente-Coronel ao repórter Ângelo Lima

DIÁRIO ESPORTIVO

ENTREVISTA

No Xeque-Mate, corretor avalia que Cajazeiras é melhor do que Sousa para investir no mercado imobiliário

DIÁRIO ESPORTIVO

Diário Esportivo recebe os membros da Associação dos ciclistas de Cajazeiras e região; Confira!

ADVERSÁRIOS ETERNOS

Breckenfeld diz que nunca será candidato a prefeito de São João nem aliado de Zé Aldemir: “Chance zero”

PSICOLOGIA & FILOSOFIA

Cajazeirense que vendia poesia pra pagar curso em SP fala sobre sonhos e objetivos no “Psicologia no Ar”