header top bar

section content

VÍDEO: diretor do Perpetão mostra como ficou estádio após ação de vândalos no jogo entre Atlético x Paraíba

O diretor do estádio disse que já acionou a polícia em Cajazeiras para investigar o caso e enviou para o Governo fotos comprovando os danos

Por

04/02/2016 às 19h20

O primeiro clássico do ano entre Atlético e Paraíba pelo Campeonato Paraibano já dá uma mostra da grande rivalidade que está se formando entre as duas equipes de Cajazeiras.

Na última terça-feira (3), o Paraíba venceu o Atlético por 1 a 0 numa partida tumultuada que até agora é alvo de muitas reclamações por parte da diretoria, da comissão técnica e dos jogadores do Trovão Azul.

VEJA TAMBÉM

► Empresário revela que torcida do Atlético de Cajazeiras tentou agredi-lo após jogo

► Atlético tem gol anulado, diz que houve pênalti e perde clássico para o rival Paraíba

Mas o clima tenso da partida passou também para as arquibancadas. Torcedores teriam danificado uma das roletas do estádio Perpetão, parte do alambrado e teriam ainda tentado invadir o estádio quebrando um dos portões de acesso.

O diretor do Perpetão não revelou de qual time eram os torcedores. Mas já acionou a polícia para investigar o caso e enviou para o Governo do Estado, que administra o estádio, fotos comprovando os danos materiais. Até o momento ninguém foi intimado a depor.

“A gente fica triste porque é um patrimônio do Estado que a gente tem que zelar. Era um sonho do povo de Cajazeiras ver esse outro lado da arquibancada. Não é para destruir”, lamentou.

DIÁRIO ESPORTIVO

Tags:
155 ANOS DA TERRA DO PADRE ROLIM

VÍDEO: Diocese ficou em Cajazeiras porque Sousa tinha padres casados? Professor explica essa história

PT RACHADO

Marcos do Riacho do Meio diz que petista que tem cargo e ‘juízo’ deve votar nos candidatos do prefeito

LANÇAMENTO

Festival Brasileiro de Cinema Espírita e Espiritualista foi destaque no programa Mensagem de Esperança

PSICOLOGIA NO AR

VÍDEO: Saiba como descobrir sua vocação profissional e ser bem-sucedido da universidade ao trabalho