header top bar

section content

Tribunal Regional Federal mantém sentença da Justiça da Paraíba que proíbe a prática do jogo do bicho

A 3ª Turma do Tribunal Regional Federal, da 5ª Região, manteve sentença da Justiça da Paraíba que proíbe a prática do jogo do bicho no Estado.

Por

04/12/2015 às 07h49

Jogo do bicho continua proibido na Paraíba

A 3ª Turma do Tribunal Regional Federal, da 5ª Região, manteve sentença da Justiça da Paraíba que proíbe a prática do jogo do bicho no Estado. 

De acordo com a decisão, não devem subsistir as autorizações e concessões feitas pelo Estado da Paraíba, mediante a Loteria do Estado (Lotep), para o funcionamento dos estabelecimentos que desenvolvam atividades lotéricas e de jogo do bicho.

Para o relator do processo, desembargador Carlos Wagner, "a autorização para exploração de loterias e jogos do bicho está condicionada à edição de lei ordinária federal, em face da competência privativa da União para regulamentação de tal matéria, razão pela qual restou declarada a inconstitucionalidade da Lei paraibana nº 7.416/2003 no julgamento da ADIn nº 3.277/2007".

A ação, de autoria do Ministério Público Federal (MPF), foi julgada pela 3ª Turma no último dia 26 de novembro. O relator do caso decidiu pela interdição das casas lotéricas que comercializam o jogo do bicho, devendo ser divulgada no site do governo do Estado a informação de que todas as autorizações concedidas não têm nenhuma validade, em razão da lei paraibana ter sido julgada inconstitucional.

A reportagem entrou em contato com o Procurador Geral do Estado, Gilberto Carneiro, para comentar a decisão, mas as ligações não foram atendidas.

Do JPB 

CALDEIRÃO POLÍTICO

VÍDEO: Aliado releva que dois vereadores de oposição estão rasgando elogios ao prefeito Airton Pires

DIÁRIO ESPORTIVO

Diário Esportivo recebe o professor Sérgio Cunha divulgando o IV Open paraibano de Karatê; Confira!

CASA NOVA

Locutor esportivo troca de emissora de rádio em Cajazeiras e revela mágoa: “Tomei uma pancada violenta”

NOVIDADES

VÍDEO: Novo padre da Paróquia São João Bosco confirma que pretende revitalizar a Praça Camilo de Holanda