header top bar

section content

Lutador não aparece em audiência e decisão sobre seu futuro é adiada para dezembro

A audiência desta segunda era para ter ocorrido no mês passado, mas o advogado do ‘Cachorro Louco’, Ross Goodman, pediu que fosse adiada

Por

01/12/2015 às 07h56

Ross Goodman pediu por novo adiamento do caso (Foto: Diego Ribas)

Foi adiada mais uma vez a decisão sobre o futuro de Wanderlei Silva como lutador profissional de MMA. O brasileiro não compareceu à audiência marcada para esta segunda-feira (30), em Las Vegas, e seu advogado Ross Goodman pediu pelo adiamento da ação, que agora será julgada na próxima reunião da Comissão Atlética de Nevada (NSAC), prevista para dia 17 de dezembro.

Ao ter iniciado o julgamento de seu cliente, Goodmand entregou um pedido de acordo que, por não constar na ata da audiência, não poderia ser julgada, o que automaticamente adiou pela segunda vez o final da novela sobre o futuro do ex-campeão do Pride.

Apesar de já se declarar aposentado do MMA, Wand está enfrentando problemas com a NSAC por ter se recusado a fazer um teste antidoping surpresa quando ainda lutava, em 2014. O brasileiro teria deixado a academia em que treinava após um agente da comissão chegar ao local para realizar um exame surpresa. A comissão baniu o ex-campeão do Pride para sempre dos esporte e o aplicou uma multa de 70 mil dólares.

Foi aí que Wanderlei Silva entrou com um processo no tribunal do Condado de Clark, em Nevada, que revogou a decisão inicial por alegar “excesso de autoridade”, cujas bases apresentavam “falta de provas substanciais”. Com isso, um novo julgamento teria que ser realizado.

A audiência desta segunda era para ter ocorrido no mês passado, mas o advogado do ‘Cachorro Louco’, Ross Goodman, pediu que fosse adiada por não ter recebido a papelada a tempo de analisar o processo.

Na reunião de hoje, outros brasileiros estiveram presentes e receberam autorização para continuar trabalhando normalmente. Atletas como Gabriel ‘Napão’, Johnny Eduardo e Demian Maia tiveram que pedir nova licença para lutar por terem mais de 35 anos. Maia, aliás, revelou que foi testado por doping recentemente em sua casa, em São Paulo.

Band

CALDEIRÃO POLÍTICO

VÍDEO: Aliado releva que dois vereadores de oposição estão rasgando elogios ao prefeito Airton Pires

DIÁRIO ESPORTIVO

Diário Esportivo recebe o professor Sérgio Cunha divulgando o IV Open paraibano de Karatê; Confira!

CASA NOVA

Locutor esportivo troca de emissora de rádio em Cajazeiras e revela mágoa: “Tomei uma pancada violenta”

NOVIDADES

VÍDEO: Novo padre da Paróquia São João Bosco confirma que pretende revitalizar a Praça Camilo de Holanda