header top bar

section content

Presidente do Sousa apoia idéia de um Campeonato Paraibano “maior”, mas afirma: “que tenha começo, meio e fim”.

Presidente do Sousa pede que clubes entrem em campo sabendo quando a disputa termina. Em 2014 e 2015, o Paraíbano se estendeu até as copas do Mundo e América

Por

17/10/2015 às 17h43

Aldeone Abrantes, presidente do Sousa (Foto: Larissa Keren / GloboEsporte.com/pb)

O presidente do Sousa, Aldeone Abrantes, declarou essa semana que concorda com a proposta da Federação Paraibana de Futebol de começar o Campeonato Paraibano de 2016 em janeiro e montar uma fórmula de disputas com mais datas. Mas fez uma ressalva: diferente do que aconteceu nos dois últimos anos, ele pediu que “a competição desta vez tenha começo, meio e fim”. 

Aldeone lembra que os dois últimos campeonatos sofreram paralisações em plena disputa por causa da participação de clubes como Botafogo-PB, Treze e Campinense em competições nacionais. E que isto atrapalhou e muito a participação dos clubes menores na disputa.

– Acho interessante essa ideia da Federação em iniciar o campeonato em janeiro. No entanto, queremos um campeonato com datas certas. Sem interrupção, para evitar a bagunça que se transformou os campeonatos de 2014 e 2015. A fórmula de disputa que pretendo levar para o arbitral é a da seriedade. Eu só quero saber se o campeonato vai começar e terminar. Se fizerem um campeonato sério, tem como os times menores encararem de frente os grandes – declarou.

Depois, ele pediu cuidado aos clubes no conselho arbitral, que vai ser realizado (ainda sem data definida) justamente para definir as regras do Paraibano 2016.

– Mais do que nunca, quero fazer um apelo aos outros clubes. Se não prestarem atenção, vai piorar. Então é preciso que a gente chegue no dia do arbitral e cobre.

As datas vão ser respeitadas? O campeonato vai ter começo, meio e fim? São estas interrogações que vamos levar para a reunião – pontuou o dirigente sousense.

Nos últimos dois anos, o Campeonato Paraibano se estendeu bem mais do que o previsto. Em 2014, por exemplo, a fase final foi realizada paralelamente à Copa do Mundo. Em 2015, aconteceu o mesmo com a Copa América.

DIÁRIO ESPORTIVO com Globo esporte

EM CONTINÊNCIA AO SENHOR JESUS

Programa Em Continência ao Senhor Jesus com a participação do Sargento Souza e Marcos Alan

DIÁRIO ESPORTIVO

Diário Esportivo recebe os organizadores do 1º Eco pedal e o garoto prodígio do futebol Luiz Felipe

MENSAGEM DE ESPERANÇA

Programa Mensagem de Esperança com Maria Vitória e Rodrigo Almeida 11.08.2017

INTERVIEW

Educadora fala da infância difícil e sua trajetória de sucesso: ‘Faltava dinheiro, mas não alegria’