header top bar

section content

Técnico do flamengo diz que está sendo alvo de racismo pela imprensa

Técnico do Flamengo enxerga preconceito em parte das críticas e reclama de ter sido chamado de “Mourinho do Pelourinho”

Por

11/08/2015 às 10h55

Cristóvão disse que vai buscar seus direitos (Foto: Divulgação/Flamengo)

O técnico do Flamengo, Cristóvão Borges, disse estar sendo vítima de racismo em parte das críticas feitas na imprensa a ele, algo que ele afirma fugir do “padrão normal e comum”. Em entrevista ao canal “ESPN”, o treinador reclamou da frequência dos comentários negativos e insinuou ser perseguido.

“Venho sofrendo críticas que fogem ao padrão normal e comum do futebol. Críticas exacerbadas, que viraram perseguição. Algumas delas com conotação racista. São críticas insistentes e diárias. No conteúdo de algumas, conotação racistas”, afirmou Cristóvão, reclamando especificamente de um comentário publicado pelo jornalista Renato Maurício Prado em sua coluna no jornal "O Globo", onde é chamado de “Mourinho do Pelourinho”.

Não é a primeira vez que o técnico reclama de racismo publicamente. No ano passado, ele revelou ter sido alvo de preconceito racial quando trabalhou no Vasco. A origem, conta, eram os torcedores da social de São Januário.

Assim, Cristóvão afirma reconhecer o racismo de longe. “E eu enxergo o racista a qualquer distância por causa da grandeza do Flamengo. A tolerância comigo é diferente”, disse, negando que o problema afete seu trabalho. “Me preparei para isso”, declarou. “O racismo existe e é camuflado, como tem sido essas críticas”, declarou o técnico, que sinalizou que pode ir à Justiça.

“Se passa do ponto e me afeta como cidadão, vou procurar meus direitos”, disse.

Band

Tags:

“Boca Quente” fala sobre Nilvan, Josival, Gutemberg e narra fato que mais lhe chamou atenção na área policial

PROGRAMA XEQUE-MATE

VÍDEO: Padre e missionários falam sobre recuperação de dependentes químicos na região de Cajazeiras

DIÁRIO ESPORTIVO

Ao lado de grandes nomes da imprensa, Diário Esportivo debate as rodadas da Série C e D do Paraibano

PARTIU PARA O ATAQUE

VÍDEO: Júnior Araújo diz que José Aldemir vai perseguir servidores que não apoiarem campanha de Paula