header top bar

section content

Neymar desequilibra, e Dunga abre mão de testar Seleção sem o craque

Titular, capitão e artilheiro com o técnico, atacante é o principal responsável pela boa fase, mas equipe sem ele segue sendo uma incógnita

Por

30/03/2015 às 07h40

Firmino, Elias e Neymar comemoram o gol do Brasil (Foto: Reuters)

Luiz Felipe Scolari só foi descobrir o que era jogar sem Neymar na Copa do Mundo, quando o atacante fraturou uma vértebra e não conseguiu mais entrar em campo. Azar do antigo treinador da seleção brasileira, que tinha uma equipe totalmente dependente do atacante. Na semifinal do Mundial, contra a Alemanha, o Brasil foi goleado por 7 a 1 sem dó. Com o camisa 10 em campo seria diferente? Jamais saberemos. Mas Dunga vive num cenário parecido. 

Depois de oito jogos e oito vitórias, sempre com Neymar como referência em campo, o técnico termina a primeira fase do trabalho de definição e preparação do grupo para a Copa América sem saber como o time dele se comporta sem o craque. Com Dunga, Neymar virou capitão, desequilibrou com oito gols em 18 marcados pela equipe e só foi substituído uma vez, mesmo assim nos acréscimos. Foi no jogo contra a Áustria, no fim do ano passado.     

Os jogos contra a França, em Paris, e Chile, em Londres, foram os últimos antes da divulgação da lista dos convocados para a Copa América. Os nomes serão divulgados em maio. Neymar só não é o primeiro dela porque a ordem é alfabética, mas está mais certo na competição do que Dunga. 

Às vésperas da disputa, o Brasil fará dois amistosos, em 7 e 10 de junho, contra México e Honduras, respectivamente. A Seleção chegará novamente a um campeonato sem ter mostrado uma alternativa diante de uma possível ausência do jogador. Questionado sobre a necessidade de se preparar para tal quadro, Dunga preferiu destacar algumas das razões para que Neymar esteja sempre em campo.  

– Acho que temos que testar todas as possibilidades, em algum momento vamos ter que testar, em algum momento vamos jogar sem ele. Mas ele não é só uma referência técnica, mas de competitividade. Você não vê ele parado em nenhum momento durante os 90 minutos, ele quer vencer, esse espírito passa para os demais – frisou.

Na vitória por 1 a 0 sobre o Chile, neste domingo, Neymar foi o único homem de frente mantido por Dunga na equipe titular. Oscar, Willian e Roberto Firmino, que começaram o jogo contra a França, ficaram no banco para que Philippe Coutinho, Douglas Costa e Luiz Adriano fossem testados. Durante a partida, foram cinco alterações. E nada de tirar Neymar.   

Desempenho do Brasil é melhor com Neymar

Neymar não perde uma partida coma a camisa da Seleção há mais de um ano e meio (ou 22 jogos – 20 vitórias e dois empates). Sua última derrota ocorreu em 14 de agosto de 2013. Foi para a Suíça, por 1 a 0. Mas e na Copa? Neymar não estava presente nas duas únicas derrotas do Brasil em 2014. Além do 7 a 1 para a Alemanha, ficou fora da derrota por 3 a 0 para a Holanda na disputa do terceiro lugar, ausências que o capitão brasileiro ignora.  

– A última vez que perdi foi contra a Alemanha, depois para a Holanda. A última foi para a Holanda. Fico feliz de não perder quando estou em campo, mas não tem isso. Faço parte do grupo. 

Perdemos para a Holanda, perdemos juntos.  

Não chega a ser gritante, mas o aproveitamento do Brasil com Neymar em campo é melhor. Desde que começou a ser convocado, em 2010, disputou 62 partidas. Foram 43 vitórias, 12 empates e sete derrotas, um aproveitamento de 75,8%. Sem o camisa 10, o desempenho é de 62,5%. Foram oito jogos, cinco vitórias e três derrotas.

Dunga convoca a Seleção em maio. Com Neymar. Sem ele, ninguém sabe como seria. Nem o técnico. Para não correr riscos, é melhor que continue sem saber.

GE

ENTREVISTA

VÍDEO: Programa Psicologia no Ar recebe professor doutor de Cajazeiras pra falar sobre Psicologia Social

INTERVIEW

VÍDEO: Autor do filme “Memória Bendita” fala sobre os desafios de promover cultura na região de Sousa

EM CONTINÊNCIA AO SENHOR JESUS

Programa: Em Continência ao Senhor Jesus com os membros da Igreja Fonte de Água da Vida

MARIA CALADO NA TV

Maria Calado na TV recebe diretamente do Rio Grande do Norte, Fábio Carvalho; CONFIRA!